Depois de Domingos Almeida Lima, vice-presidente do Benfica para as modalidades, ter admitido publicamente que as modalidades de pavilhão terão, a partir de 2020/21, de gastar menos do que vinham gastando nos últimos tempos, devido às consequências provocadas pela pandemia da COVID-19, que ditou a conclusão prematura dos vários campeonatos, o jornal 'O Jogo' avança esta terça-feira que uma das medidas para poupar poderá vir a passar pela não participação nas competições europeias.

Segundo aquela publicação, são para já três as modalidades em que as 'águias' ponderam não ir à 'Europa': andebol, basquetebol e voleibol. Hóquei em patins e futsal estarão, à partida, fora desta lista e com presença garantida nas provas europeias, visto as 'águias' considerarem-se candidatas à conquista dos troféus europeus de clubes dessas duas modalidades.

A não ida às provas europeias nas outras três modalidades referidas, acrescenta 'O Jogo', ajudaria a aliviar os plantéis e contribuiria para reduzir custos relativos a viagens e alojamento, perante as dificuldades financeiras causadas pela falta de receita dos patrocinadores das modalidades de pavilhão, evitando desta forma uma sobrecarga no orçamento geral do clube.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.