O judoca da Académica, treinado pelo antigo campeão europeu João Neto, chegou a Sófia graças ao bronze alcançado no Open Europeu de Praga, em março, e surpreendeu no primeiro, antes de um erro técnico o tirar da competição de -60 kg.

Francisco Mendes (91.º do ‘ranking’ mundial) começou por vencer o britânico Samuel Hall (29.º), com um ippon aos 1.17 minutos do combate, mas cedeu diante do primeiro cabeça de série no peso mais leve em masculinos.

Frente ao ucraniano Artem Lesiuk (sexto do mundo), o judoca de Coimbra acabou eliminado, com uma desclassificação, num movimento perigoso ainda no início de combate, aos 30 segundos, quando tentava anular um ataque do seu adversário.

“O que fiz foi um erro técnico, que é punido com Hansoku-make, um cartão vermelho, desclassificação. É um movimento perigoso, não foi minha intenção, mas acontece, quando estamos nesta posição”, disse o judoca no final.

Para Francisco Mendes o saldo acaba por ser positivo, numa estreia absoluta, embora o judoca queira fazer dos 'grandes palcos' uma presença habitual.

Na mesma categoria, Rodrigo Lopes (27.º), que também foi bronze em Praga, perdeu no primeiro combate com o neerlandês Tornike Tsakadoea (14.º), sexto cabeça de série, com um waza-ari, a 1.35 do final.

O judoca do Benfica assumiu que tinha outras expectativas nestes Europeus, especialmente depois de bons resultados no Grand Slam de Antália (quinto) e no Open Europeu de Praga (terceiro).

"É uma desilusão grande, vinha de duas boas provas e esperava e queria fazer um bom resultado aqui no Europeu, mas infelizmente não consegui", assumiu.

O peso da derrota acabou por ser maior, por conhecer bem o adversário, a quem já tinha vencido.

"Já tinha lutado com ele e ganhei, mas ele hoje conseguiu anular o meu judo", justificou.

Em -52 kg, Joana Diogo entrou bem nos Europeus, após uma imobilização à italiana Martina Castagnola, um lugar abaixo de si no ‘ranking’ (47.ª), mas perante a grande favorita, a francesa Amandine Buchard, não teve argumentos.

Joana Diogo nunca conseguiu impor o seu judo, chegando a sofrer dois ‘shido’ (castigos) perante Buchard, vice-campeã olímpica e líder mundial, que acabou, naturalmente, por se impor, com um ‘waza-ari’ a 27 segundos do fim.

Os Europeus de judo, em que Portugal compete com 11 atletas, decorrem entre hoje e domingo, na Arena Armeets, em Sófia.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.