O Grand Slam de judo de Paris, um dos mais importantes torneios mundiais, que deveria disputar-se entre 08 e 09 de maio, foi adiado para depois dos Jogos Olímpicos Tóquio2020, informou hoje a Federação Francesa de Judo.

“A IJF [Federação Internacional de Judo] informou em 26 de fevereiro a FFJudo da intenção de anular o Grand Slam de Paris, em 08 e 09 de maio próximo, e propôs o adiamento da data para depois dos Jogos de Tóquio”, indicou o organismo francês, em comunicado.

A federação internacional justificou o adiamento pelo facto de o contrato entre a federação francesa e a IJF, não ter a assinatura da anterior direção, embora o acordo tenha sido prolongado por quatro anos.

O torneio de Paris será substituído quase nas mesmas datas, mas de 05 a 07 de maio, pelo Grand Slam de Kazan, na Rússia, enquanto Paris apenas acontecerá no outono deste ano, prevendo-se o regresso das edições de 2022, 2023 e 2024 ao período tradicional, em fevereiro de cada ano.

Telma Monteiro, a judoca portuguesa mais medalhada de sempre, venceu o Grand Slam de Paris em 2012 e 2015, tendo ainda uma medalha de prata (2007) e duas de bronze (2008 e 2011) na capital francesa.

No torneio, Portugal conquistou nos últimos anos medalhas de bronze por Rochele Nunes (2020), Bárbara Timo (2019) e Jorge Fonseca (2017).

O Grand Slam de Paris deste ano, agora substituído por Kazan, era a competição que se seguia aos Europeus de Lisboa, de 16 a 18 de abril.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.