O fantasma da 'crise' e do layoff num mês em que esteve tudo em suspenso

Galeria: As imagens dos testes da equipa do Sporting à Covid-19
Luiz Phellype a ser testado. @Sporting

Com os campeonatos parados a nível europeu, em abril já se especulava sobre a possibilidade do regresso. A UEFA, organismo que gere o futebol europeu, insurgiu-se contra a possibilidade de terminar campeonatos, classificando essa decisão de 'prematura e injustificada".

Revista do Ano 2020: notícias, insólitos, vídeos e fotos mais marcantes do ano

Ao contrário do que se passou na Bélgica e viria a passar-se em França e em outros campeonatos, a UEFA mostrava-se confiante no regresso das competições.

Se as portas fecharem na I Liga quem pode entrar? Os números prováveis por detrás do possível regresso ao (novo) normal
Se as portas fecharem na I Liga quem pode entrar? Os números prováveis por detrás do possível regresso ao (novo) normal
Ver artigo

Por cá, a Liga estudava o regresso para junho, com jogos à porta fechada, o que viria a suceder. Em cima da mesa, estava ainda a possibilidade dos campeonatos se poderem disputar no Algarve.

Clubes em crise e o início do Lay-off

Sem a bola a rolar nos estádios, as operadoras colocavam no ar a possibilidade de não manterem o pagamento dos valores de transmissão dos jogos aos clubes da I e II Liga no mês de abril. Com uma exponencial diminuição de receita, (sem bilheteira devido à suspensão do campeonatos), os clubes começaram a recorrer ao regime de 'lay-off' simplificado, uma das medidas extraordinárias aprovadas pelo Governo para proteger os postos de trabalho na resposta à pandemia de covid-19.

Veja a galeria de abril

O Belenenses SAD foi o primeiro clube da I Liga de futebol a formalizar o recurso parcial ao ‘lay-off’ simplificado junto do Ministério do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social (MTSS), enquanto o Desportivo de Chaves foi o primeiro da II Liga a seguir o mesmo caminho. Mas os problemas financeiros não se abateram apenas sobre os clubes mais modestos, 'gigantes' como o Real Madrid também se viram obrigados a cortar nos salários.

A polémica que resultou no cancelamento das competições não profissionais

A decisão de cancelar a temporada no Campeonato de Portugal veio semear a discórdia e lançar os 72 clubes que militam no terceiro escalão do futebol português num grande indefinição. Com  quase dois mil atletas a verem as suas carreiras colocadas em pausa.

A 08 de abril de 2020, a Federação Portuguesa de Futebol largava a 'bomba' no futebol nacional: os campeonatos não profissionais, a Liga Feminina e os campeonatos de futsal, estavam cancelados, devido a pandemia de COVID-19. Alguns desses emblemas fizeram investimentos avultados investimentos para chegar a Segunda Liga, outros, menos ambiciosos, investiram para não voltar às distritais. Os clubes das distritais que sonhavam chegar aos campeonatos nacionais na próxima época, viram o seu trabalho ir literalmente por água abaixo.

Em abril, os 'Grandes' regressavam aos treinos

Jogadores do Sporting regressam a Alcochete
créditos: Sporting

Foi em abril que os clubes deram os primeiros sinais de que a competição poderia estar de regresso. O Sporting foi o primeiro dos 'três grandes' a regressar ao trabalho, com treino individualizados e com distanciamento social, num regresso mais de um mês após o último jogo na Liga, a 8 de março, disputado antes da suspensão da competição, à entrada para a 25.ª jornada. Seguiu-se Benfica e FC Porto.

Game Over? O que é que os canais de desporto fazem durante a pandemia do novo coronavírus?
Game Over? O que é que os canais de desporto fazem durante a pandemia do novo coronavírus?
Ver artigo

Perante a paragem das competições, o SAPO Desporto falou com os principais canais desportivos em Portugal para perceber até que ponto a suspensão afetou e alterou a forma de fazer televisão. Em tempos de incerteza a crise global provocada pela pandemia do novo coronavírus atirou grande parte do país para casa. E com as pessoas em casa, sobem as audiências...Os generalistas atingiram audiências históricas, mas nos desportivos a realidade é outra. Sem jogos para transmitir, antevisões para lançar, análises para fazer, clássicos, dérbis, futebol ao domingo, os canais de desporto tiveram que mudar a agulha e pegar num papel e numa caneta e começar praticamente do zero. Leia ou releia aqui a reportagem.

Treino em casa

Treino em casa: cada um faz o que pode, com o que tem à mão
O ciclista holandês Tom Dumoulin (Jumbo-Visma) durante o tour virtual Amstel Gold Race, em Valkenburg. Foi a primeira vez que a prova se realizou de forma virtual. @Robin VAN LONKHUIJSEN / ANP / AFP) / Netherlands OUT

A pandemia de COVID-19 veio revolucionar o mundo do desporto. Muitos atletas passaram a realizar os seus treinos em casa, para onde foram enviados, em confinamento. As competições foram suspensas e tudo mudou no universo dos profissionais.

Em isolamento e sem muitas vezes poderem exercer a sua atividade, os atletas tiveram de que muitas vezes recorrer ao improviso para manterem a forma física. Alguns conseguiram montar autênticos centros de treino em casa.

 Há 38 anos, Pinto da Costa era eleito pela primeira vez presidente do FC Porto

créditos: FCP

A 17 de abril de 1982, depois de se ter afastado e posteriormente ter-se recandidatado à presidência do clube, a lista única encabeçada por Jorge Nuno Pinto da Costa recebia 95% dos votos, dando inicio a um 'reinado' que dura até aos dias de hoje à frente aos 'dragões', mais precisamente um reinado de 38 anos. A longevidade de Pinto da Costa é caso raro no mundo e por inerência em Portugal.

Olhando para as presidências dos atuais clubes da I Liga, nenhum está perto de um nível de longevidade. Os rivais Benfica e Sporting somaram, respetivamente, sete e treze presidentes nas últimas quatro décadas.

Football Leaks: Rui Pinto colocado em prisão domiciliária

Rui Pinto acusa presidente do Benfica de alegada corrupção no Brasil
créditos: Jornal Económico

Rui Pinto, criador do Football Leaks e autor das revelações do caso Luanda Leaks, que estava em prisão preventiva desde 22 de março de 2019, foi em março colocado em prisão domiciliária.

O hacker foi posteriormente libertado em agosto, com a obrigação de apresentações semanais à Polícia Judiciária (PJ).

Cronologia: Os principais momentos do caso Rui Pinto/Football Leaks
Cronologia: Os principais momentos do caso Rui Pinto/Football Leaks
Ver artigo

Em 17 de janeiro, o Tribunal de Instrução Criminal de Lisboa decidiu levar a julgamento Rui Pinto por 90 crimes de acesso ilegítimo, acesso indevido, violação de correspondência, sabotagem informática e tentativa de extorsão, mas deixou cair 57 dos 147 crimes pelos quais o arguido havia sido acusado pelo Ministério Público (MP).

Rui Pinto assumiu publicamente em 2019 ser colaborador do ‘site’ Football Leaks e, sob o pseudónimo ‘John’, divulgou informações a partir de Budapeste, na Hungria, país onde foi detido em 16 de janeiro deste ano, no âmbito de um mandado de detenção europeu. O português vivia na capital húngara desde fevereiro de 2015, após uma primeira passagem pela cidade, entre 2012 e 2013, enquanto estudante de História da Faculdade de Letras da Universidade do Porto, ao abrigo do Programa Erasmus.

Recordar para nunca esquecer. Tragédia de Hillsborough foi há 31 anos

tragedia de Hillsborough

Foi o mais grave incidente relacionado com estádios na história do futebol em Inglaterra e que ficou marcado na história do futebol e do mundo.

A morte de 96 adeptos do Liverpool no estádio Hillsborough, em 1989, ocorreu há precisamente 31 anos a dia 15 de abril de 1989, durante uma meia-final da Taça de Inglaterra entre Liverpool e Nottingham Forest. O encontro acabou por ser interrompido, no estádio Hillsborough em Sheffield, onde teve lugar a tragédia.

Para além dos mortos, mais de 700 outras pessoas ficaram feridas naquele que foi o mais grave incidente relacionado com estruturas de estádios na história do futebol em Inglaterra e um dos piores em todo o mundo.

O esmagamento aconteceu quando algumas barreiras para conter espetadores foram abertas e outras se quebraram com o afluxo de pessoas.

O drama de Ronaldinho

Ronaldinho à chegada do hotel onde está em prisão domiciliaria
Ronaldinho à chegada do hotel onde está em prisão domiciliaria (Photo by Norberto DUARTE / AFP) créditos: AFP or licensors

Foi após um mês de detenção no Paraguai que Ronaldinho e o irmão Roberto Assis passaram para prisão domiciliária. Considerado um dos melhores futebolistas de todos os tempos, o ex-craque juntamente com o irmão Assis, agente do jogador, foram detidos em Assunção quando os investigadores fizeram buscas no hotel depois de detetarem que os passaportes eram falsos.

Ronaldinho e a prisão no Paraguai: "Foi um golpe duro, nunca imaginei passar por uma situação assim"
Ronaldinho e a prisão no Paraguai: "Foi um golpe duro, nunca imaginei passar por uma situação assim"
Ver artigo

Ronaldinho afirmou que os documentos foram-lhe dados pelos patrocinadores de uma instituição de caridade que trabalha com crianças desfavorecidas. Só depois do pagamento de uma fiança de 1,4 milhões de euros, os irmãos puderam instalar-se no Hotel Palmaroga, no centro histórico da capital paraguaia Assunção, no dia 7 de abril. O ex-craque acabaria por sair em liberdade, seis meses após a detenção.

Recorde também alguns dos melhores trabalhos do SAPO Desporto no mês de abril

Há 18 anos o Sporting levantava pela última vez o título de campeão nacional

Efeméride: a história do primeiro grande título de Portugal teve Simões e um goleador movido a... bifes

The Cage: O 'motherf*cking starboy' português que vai estar no UFC

O isolamento por Cheila Vieira: Dos treinos via Skype às séries de comédia para desanuviar

20 Perguntas a Ana Borges: Das dificuldades do futebol feminino à chegada ao Sporting

João Vieira sobre o adiamento dos Jogos Olímpicos: "Foi um momento de frustração"

"Ronaldo estava de férias em Lisboa e entrou como se não fosse nada no ginásio"

O isolamento de Leninha Medeiros, jogadora da seleção nacional de Padel: treinos improvisados e dotes culinários aperfeiçoados

O Isolamento por Lisandro Semedo: COVID-19 interrompeu a melhor época deste ex-avançado do Sporting

O isolamento por Jorge Lima: "Sabemos que vamos chegar ao mar e vamos estar um pouco enferrujados"

O isolamento de Vasco Pascoal, tricampeão nacional de Padel: do tempo passado a jogar Football Manager aos treinos na garagem

Revista do Ano 2020: notícias, insólitos, vídeos e fotos mais marcantes do ano

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.