Benfica e Estoril defrontam-se esta quinta-feira no Estádio da Luz, num encontro que vale o acesso à final da Taça de Portugal, depois do triunfo das 'águias' (3-1) na Amoreira.

Na primeira mão, os 'canarinhos' ainda estiveram a vencer, com um golo de André Vidigal (23 minutos), mas Darwin Nuñez (44 e 77) e Haris Seferovic (68) fizeram a reviravolta dos 'encarnados'.

Atualmente no quarto lugar da I Liga (a 13 pontos do topo) e recentemente afastado da Liga Europa pelo Arsenal, o Benfica tem na Taça de Portugal a mais real possibilidade de conquistar um troféu esta temporada, naquela que poderia a sua 27.ª conquista.

A equipa de Jorge Jesus chega a este duelo motivada pelo triunfo por 2-0 sobre o Rio Ave, para o campeonato. Esta foi, de resto, a última vitória averbada pelas 'águias' nos últimos cinco jogos, em todas as competições - registam-se ainda três empates (Moreirense, Arsenal e Farense) e uma derrota (Arsenal).

Darwin Núñez, ainda a recuperar de lesão, é baixa para o encontro com o Estoril, com Jorge Jesus ainda a confirmar algumas alterações na equipa: "Tivemos três dias para recuperar depois do jogo com o Rio Ave. Sabem que nestas situações mexo sempre na equipa, três, quatro ou cinco jogadores. Amanhã vai acontecer a mesma coisa."

Já o Estoril lidera atualmente a II Liga, com apenas mais um ponto que o Feirense, e vem de três triunfos consecutivos no segundo escalão, o mais recente frente ao Benfica B (3-2). Ainda assim, sabendo que na próxima jornada haverá duelo entre os dois primeiros classificados, o treinador Bruno Pinheiro deverá promover alterações na equipa habitual frente ao Benfica.

Os 'canarinhos' terão de fazer pelo menos três golos na Luz para chegar à final da Taça. No entanto, convém recordar que o Estoril já eliminou três equipas da I Liga nesta campanha, pelo que o Benfica não terá facilidades nesta segunda mão.

Confronto direto

O Benfica tem a história do seu lado, uma vez que, em 32 jogos em casa, apenas perdeu três vezes contra o Estoril, a última há mais de 70 anos. Para a Taça de Portugal, foram quatro os encontros no terreno das 'águias', que venceram três vezes e empataram uma, nas meias-finais de 2016/17.

Nessa temporada, o Benfica venceu fora por 2-1 e empatou 3-3 em casa, numa meia-final onde os 'canarinhos', de Pedro Emanuel, quase afastavam os 'encarnados', de Rui Vitória. Na final o Benfica viria a levantar o troféu ao bater o Vitória de Guimarães por 2-1.

O que dizem os treinadores

Jorge Jesus: "Temos uma vantagem de dois golos [3-1], jogamos no nosso estádio, independentemente de haver público, é a nossa casa. Antes do primeiro jogo, já acreditávamos que tínhamos possibilidades de passar esta eliminatória, agora ainda acreditamos mais, mas no futebol há surpresas e, portanto, a equipa não sente garantida esta passagem. Falta um jogo e temos de respeitar o adversário."

Bruno Pinheiro: "Estamos à espera de um Benfica pressionante, forte, a querer ser dominador, arrasador, como fez aqui na Amoreira. Mas também sabemos que vamos conseguir contrariar essa tendência e que teremos os nossos momentos. No primeiro jogo tivemos mais dificuldades no processo defensivo e vamos procurar melhorar nesse aspeto."

O árbitro

Hélder Malheiro foi o árbitro nomeado para dirigir o encontro entre Benfica e Estoril. O juiz da AF Lisboa será auxiliado por Rui Cidade e Gonçalo Freire, com Miguel Nogueira como quarto árbitro. André Narciso será o VAR da partida, auxiliado por Paulo Brás.

O Benfica-Estoril está marcado para as 20h15 desta quinta-feira e pode ser acompanhado, ao minuto, no SAPO Desporto, com fotos e vídeos dos principais lances.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.