Declarações de Nuno Manta Santos, treinador do Marítimo, após o jogo da segunda jornada do grupo A da Taça da Liga de futebol entre Sporting de Braga e Marítimo (2-1), hoje disputado em Braga.

"Na primeira parte, o Marítimo esteve muito tímido, muito encolhido, respeitou muito o seu adversário, e o Braga foi melhor, marcou dois golos e podia ter marcado mais. Há um lance capital na primeira parte, um penálti a favor do Marítimo que podia ter mudado a história da primeira parte.

Na segunda parte, depois de uma conversa ao intervalo no sentido de que não podíamos recear tanto o adversário, houve um Marítimo melhor, mais forte e agressivo, mais intenso, a ir para cima e a dividir o jogo, podia ter feito mais golos e também sofrido.

Com este resultado, o Marítimo fica matematicamente eliminado da ‘final four’, parabéns ao Braga, mas ainda faltam alguns jogos e no futebol tudo pode acontecer.

[Ficou melindrado pelas críticas de Sá Pinto aquando do jogo do campeonato?] Podíamos falar muito sobre o discurso dos treinadores. O Marítimo veio com uma estratégia para esse jogo e conseguiu enervar o Braga e os seus adeptos, esteve a vencer e podia ter matado o jogo pelo Edgar Costa, não o fez e empatou 2-2, para o Marítimo foi um resultado positivo. Hoje também vi o Braga a perder algum tempo nas bolas paradas, para alguns é antijogo, para outros é gestão, depende de como se interpreta".

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.