O Recreativo do Libolo iniciou da melhor forma a época futebolística angolana, ao triunfar expressivamente sobre o FC Bravos do Maquis, por 6-0, no jogo da edição 2016 da Supertaça, disputado no domingo no Estádio dos Coqueiros, em Luanda.

Com um domínio absoluto e numa clara demonstração das suas reais intenções nesta temporada, os golos do desafio que opôs o campeão do país e o detentor da Taça de Angola foram marcados por Fredy, aos 20 minutos, Sidney (28), Kuagica (58), Brito (63), Phelipe (82) e Erivaldo (89).

Logo de início, a formação libolense perdeu a soberana oportunidade de violar a rede dos maquizardes, por intermédio de Fredy, que aos três minutos fez a bola embater na baliza contrária, na marcação de um penálti a castigar derrube de um dos seus companheiros em plena área e prontamente assinalado pelo árbitro Benjamin Andrade.

Aos 15 minutos, Yuri obriga a uma defesa arrojada aos guarda-redes Lami do Bravos do Maquis, que tinham enormes dificuldades para travarem as investidas dos seus oponentes.

Desta pressão, Fredy inaugurou o marcador, em jogada de subtileza que tira do caminho dois defesas e precedência de um forte remate com trajetória desviada também por um colega. Aproveitando mais uma falha do Maquis, Sidney amplia para o Libolo.

Nesta desenvoltura, em que também se denotava um certo desgaste físico do conjunto do Maquis, a partida chegou ao intervalo com vantagem do Libolo. No reatamento, Chai deu o primeiro sinal de perigo dos Bravos, mas sem aproveitar da melhor forma o seu posicionamento privilegiado no terreno alheio.

Apesar disso, Kuagica rubricou o terceiro tento, com um remate forte de pé esquerdo, sem hipóteses para o guarda-redes adversário. Brito procedeu da mesma forma, numa jogada de insistência. Talvez na intenção de rodar o plantel, Erivaldo e Diawara entraram nos lugares de Brito e Dany, na zona intermédia do Libolo, aos 60'.

Do outro lado, Joelson e Higino foram para os lugares de Chai e Tchicuma. Este primeiro rematou sem muitas preocupações para o guarda-redes do Libolo, que ainda trocou Fredy por Cabibi, no terreno de jogo, aos 80, e Phelipe fintou o “homem” da baliza contrária e apontou o quinto golo da sua equipa.

Já na fase derradeira, em que os maquizardes se rendiam às evidências da superioridade dos libolenses, Erivaldo fechou a contagem do marcador, com mais um “drible” sobre o adversário.

Com este resultado e a consequente revalidação da supertaça, o campeão do Girabola2015, o Recreativo do Libolo começou positivamente a época 2016, ao passo que o FC Bravos do Maquis, que foi relegado ao escalão secundário, sai do convívio entre os grandes sem honra, após ter conquistado à Taça de Angola, no ano transato.

O campeonato angolano de futebol da primeira divisão, agora com a nova designação de GirabolaZAP2016, inicia no próximo dia 19, com o jogo da primeira jornada entre o Benfica de Luanda e o 1º de Agosto, no estádio dos Coqueiros, na capital do país.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.