Depois da paragem para os compromissos das seleções e de uma vitória robusta na Taça de Portugal, o Sporting centra agora atenções na I Liga com o objetivo de dar continuidade ao excelente momento que atravessa. A equipa de Rúben Amorim lidera o campeonato com quatro pontos de vantagem sobre SC Braga (2.º) e Benfica (3.º), distância essa que tentará conservar neste sábado (ou até mesmo aumentar), na receção a um Moreirense (11.º) que mudou recentemente de treinador.

Momento das equipas

Vindo de cinco triunfos consecutivos na Liga, o conjunto 'leonino' aplicou uma goleada das antigas ao Sacavenense, por 7-1, um resultado que permitiu ao Sporting aumentar o registo de golos nos últimos oito encontros para 26 marcados e apenas 5 sofridos. Importa dizer, também, que os 'leões' ainda não perderam qualquer jogo para a I Liga - seis vitórias e um empate.

Na antevisão à partida com o Moreirense, Rúben Amorim confirmou a presença de Pedro Gonçalves na lista de convocados. O médio sofreu uma contusão no joelho direito que o levou a falhar o jogo frente ao Sacavenense, mas já está apto para o regresso à competição, e será certamente uma das setas apontadas à baliza dos cónegos.

Do lado oposto, o Moreirense também vem de uma vitória na Taça, mas com um bem mais equilibrado 1-0 perante o Merelinense, também do Campeonato de Portugal. Antes dessa partida, os minhotos tinham perdido em casa do Rio Ave por 2-0, num resultado adverso que travou uma sequência de três jogos consecutivos sem perder.

Recuperado da infeção pelo novo coronavírus, César Peixoto terá um teste de fogo na estreia como treinador dos cónegos. O sucessor de Ricardo Soares foi oficializado no passado dia 10 de novembro e ainda procura encaixar as suas ideias de jogo com a identidade da equipa. O Moreirense, recorde-se, ocupa o 11.º posto da tabela, com oito pontos e um jogo em atraso.

Confronto direto

No que diz respeito ao histórico de confrontos, o Sporting tem mais motivos para sorrir: são já 16 jogos seguidos sem perder diante do conjunto minhoto - a última derrota foi em 2012/13, para a Taça de Portugal. No total, os 'leões' somam 16 triunfos, cinco empates e duas derrotas.

Na época passada, os 'leões' venceram em Alvalade graças a um golo solitário de Luiz Phellype e empataram a zero fora de casa.

O que dizem os treinadores

Rúben Amorim: "Foi uma pausa muito grande, mas não nos cria dúvidas. Estamos ansiosos para voltar aos jogos. Estamos preparados. O Moreirense já era uma equipa bem orientada, agora com o César [Peixoto] cria indefinição na forma como vão jogar. Era 4x3x3, mas o César já usou outros sistemas, estamos bem e vamos com os três pontos em mente."

César Peixoto: "Estes são os jogos mais fáceis de preparar. É natural que todos queiram jogá-los, porque dão mais motivação e visibilidade. Contudo, também são difíceis e temos de saber gerir a equipa no plano emocional. O adversário está confiante, forte e com processos assimilados. Todos os jogadores sabem bem o que têm de fazer em campo. Isso é sinal do trabalho fantástico do Rúben Amorim. O Sporting é um justo primeiro classificado."

O árbitro

Vítor Ferreira foi o árbitro escolhido para dirigir o Sporting-Moreirense, em Alvalade. O juiz da Associação de Futebol de Braga será auxiliado por Paulo Miranda e Valdemar Maia, com Bruno Rebocho como quarto árbitro. Rui Oliveira será o videoárbitro, auxiliado por Sérgio Jesus.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.