O Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol comunicou nesta terça-feira que considerou improcedente o recurso apresentado por Sérgio Conceição face à supensão de 15 dias que lhe foi aplicado.

O Conselho de Disciplina não alterou assim a sua decisão perante o recurso do treinador do FC Porto, mantendo de pé a suspensão e a multa de 7.650 aplicadas a Sérgio Conceição. O mesmo sucede com as penas aplicadas a Francisco J. Marques, diretor de comunicação dos azuis e brancos, suspenso por 45 dias condenado a pagar a mesma soma de 7.650 euros.

Os castigos derivam das críticas deixadas após o jogo com o Belenenses SAD na temporada passada, que terminou empatado 0-0.

Assim, Sérgio Conceição não deverá estar no banco do FC Porto no jogo desta quarta-feira com o Rio Ave, para a Taça da Liga, mas pode ainda recorrer para o Tribunal Arbitral do Desporto, recurso esse que terá também efeito suspensivo, caso a providência cautelar seja aceite, de forma a poder estar nos clássicos com o Benfica, para a Taça de Portugal a 23 de dezembro e para a I Liga sete dias depois.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.