Emanuel Ferro, treinador adjunto do Sporting, lamentou as oportunidades falhadas pela equipa para obter um resultado mais desnivelado esta quinta-feira, frente ao Istanbul Basaksehir.

Falta de eficácia

"É pensar que marcámos três golos na primeira eliminatória dos dezasseis-avos de final de uma Liga Europa e isso seria um bom resultado. Mas face as oportunidades que tivemos, podíamos ter tido outro resultado. Três golos dão-nos uma boa perspectiva. Faltou-nos clarividência na finalização"

Golo sofrido

"A estratégia para a segunda mão, é a estratégia em que sabemos que vai ser um jogo difícil. Seria se tivesse sido 3-0. No entanto a este nível todos os jogos são difíceis. É um adversário forte, é um adversário que tem jogadores muito experientes, que podem decidir um jogo. Não vai ser nada fácil na segunda mão, mas nã0 seria se tivéssemos ganho 3-0. Preferíamos que o penalti não tivesse acontecido. Foi um jogo onde conseguimos desenvolver a nossa estratégia de jogo e foi muito positivo"

Melhor exibição

"Já fizemos óptimas exibições com resultados diferentes. É irrelevante estar a comparar com outras exibições. Este sistema serviu para o jogo de hoje e mesmo durante o jogo alterámos o sistema tatico. Aquilo que serviu para termos um bom domínio,  acaba por ter de ser ajustado tambem. Temos de ter essa capacidade de nos ajustarmos. Não nos queremos agarrar a nada, queremos pensar que aquilo que fizemos foi bom"

Estava à espera de um adversário mais difícil

"O adversário é o mesmo que perspectivamos antes do jogo. Os resultados são conseguidos nos 90 minutos. Hoje conseguimos controlar o adversário, mas o adversário é inquestionável. A ideia que temos sobre o plantel e os recursos que têm, isso não muda. São jogadores com muita capacidade. A segunda mão vai ser um jogo muito difícil"

Alento para os próximos jogos

"O futebol tem esta nuance, tem esta característica que cada jogo é uma oportunidade para fazermos melhor. O Sporting entra em cada jogo para ganhar, não muda nada o que aconteceu no jogo anterior. A equipa gosta de ganhar, o publico sentiu a dinâmica da equipa e isso é importante para nós. Domingo é outra competição"
Marcadores dos golos

"Não se ataca muito se não se defender muito bem. Os jogadores que marcaram foram muito importantes, no entanto existiram outras ocasiões no jogo que foram muito importantes para o resultado. Podiam ter sido mais golos, queríamos mais, mas fica o resultado obtido"
O que falta para fazer sempre o que fez hoje

"Hoje conseguimos fazer as coisas de forma positiva, temos de reter essas ideias. Não vale a pena comparar com os jogos anteriores. É importante ganharmos em casa, temos sido dominadores na Liga Europa aqui em Alvalade. É a isso que nos temos de agarrar"

Vietto é o novo Bruno Fernandes?

"O Vietto parece o Vietto e cada jogador parece ele próprio. A equipa vale pelo coletivo, uma equipa como o Sporting com jogadores de qualidade, merece ter o contributo de cada um"

Segunda mão

"Independentemente do resultado de hoje, temos de ir conscientes da dificuldade que o adversário vai impor"

*Artigo atualizado às 21h00

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.