O Rio Ave recebe o AC Milan esta quinta-feira, num duelo decisivo para as aspirações europeias das duas equipas: de um lado os rioavistas que querem marcar presença numa fase de grupos da Liga Europa pela segunda vez na sua história, depois da estreia em 2014. Já os 'rossonero' têm uma experiência muito superior, com sete troféus da Liga dos Campeões, e buscam a sua 12.ª presença na Liga Europa/Taça UEFA.

O Rio Ave chega ao playoff da Liga Europa depois de deixar para trás o Borac na 2.ª pré-eliminatória (0-2) e o Besiktas na 3.ª pré-eliminatória (1-1, 2-4 após grandes penalidades).  Já o AC Milan bateu o Shamrock Rovers na 2.ª pré-eliminatória por 0-2 e eliminou os noruegueses do Bodo/Glimt por 3-2, na última eliminatória.

Vitórias europeias, empates nacionais

O Rio Ave recebe o AC Milan no Estádio dos Arcos num início de época com duas máscaras diferentes, dependendo do sítio onde joga: na I Liga o emblema de Vila do Conde não conhece outro resultado para lá dos empates.

Na 1.ª jornada o Rio Ave visitou o Tondela e esteve perto de sair derrotado, não fosse o golo de Meshino, aos 90+2', carimbar o empate dos vilacondenses. Uma semana depois, novo empate, desta vez em casa e frente ao Vitória de Guimarães por 0-0. Dois jogos, dois empates, dois pontos que deixam os rioavistas no 11.º lugar da I Liga.

Já na Europa, a história é mais sorridente. Na segunda pré-eliminatória o Rio Ave defrontou o Borac, derrotando o emblema bósnio por 2-0, com os golos a surgirem nos últimos minutos da partida, graças a Tarantini e Nikola Jambor.

Rio Ave elimina Besiktas nos penaltis e defronta AC Milan nos play-off da Liga Europa
Rio Ave elimina Besiktas nos penaltis e defronta AC Milan nos play-off da Liga Europa
Ver artigo

Uma semana depois nova viagem, desta vez à Turquia para defrontar o Besiktas, naquele que era o duelo mais complicado até aquele instante da equipa de Vila do Conde. O Rio Ave ficou a perder aos 15 minutos, mas a cinco minutos dos 90, um golo de Bruno Moreira relançou a equipa na eliminatória. Depois de um empate nos 120 minutos, os rioavistas levaram a melhor no desempate da marca de 11 metros e carimbaram passagem à última barreira antes da fase de grupos.

Um colosso afastado da Europa

O AC Milan é, de forma indiscutível, um dos históricos do futebol europeu. Com sete Ligas dos Campeões no currículo, os 'rossoneri' são o segundo clube com mais Champions conquistadas, ficando apenas atrás do Real Madrid com 13 conquistas. Contudo, desde a última conquista em 2007 muito mudou nos italianos.

Nos últimos treze anos, a melhor campanha do AC Milan na Liga dos Campeões foi chegar aos quartos de final em 2011/2012, numa das apenas seis participações na prova dos últimos 13 anos. Para lá da Champions, o AC Milan contou ainda com três participações na Liga Europa, a última das quais em 2018/2019, não indo além da fase de grupos.

Com Rafael Leão no plantel, o AC Milan vai procurar regressar à fase de grupos de uma competição europeia, continuando a série vitoriosa deste início de época. Para além das duas vitórias nas pré-eliminatórias da Liga Europa, a equipa comandada por Stefano Pioli soma duas vitórias na Serie A: uma frente ao Bolonha por 0-2 e outra, pelo mesmo resultado, no último fim de semana, frente ao Crotone.

A estreia nos Arcos na 9.ª partida em Portugal

O AC Milan visita pela primeira vez Vila do Conde, uma estreia dos rossoneri na sua nona visita a solo português: a última tinha sido em 2009, para defrontar o Benfica na Eusébio Cup.

Nas nove visitas que os italianos somam a território nacional, as recordações não são excelentes: apenas uma vitória, frente ao FC Porto em 1993, uma derrota frente à CUF em 1965 e sete empates, entre Liga dos Campeões, Taça UEFA e Eusébio Cup.

AC Milan só venceu uma vez em Portugal, Rio Ave vai tentar espreitar o sonho
AC Milan só venceu uma vez em Portugal, Rio Ave vai tentar espreitar o sonho
Ver artigo

Olhando para o histórico geral dos embates contra equipas portuguesas, os números viram-se a favor do Milan, graças aos jogos em Itália e aos disputados em terreno neutro. Dos 27 jogos realizados frente a emblemas nacionais, o AC Milan venceu 16, empatou sete e perdeu apenas quatro, o último dos quais frente ao Benfica, em 2019, para a Internacional Champions Cup, nos Estados Unidos.

O que dizem os treinadores

Augusto Gana, técnico adjunto do Rio Ave, afirmou na antevisão da partida que o objetivo do Rio Ave passa por chegar à fase de grupos.

"Já chegámos uma vez à fase de grupos e gostávamos de lá voltar. Derrotar uma equipa como o AC Milan seria um feito histórico na vida do clube e para todos os jogadores”, disse.

O adjunto - em porta-voz do Rio Ave na antevisão uma vez que Mário Silva não tem as credenciais exigidas pela UEFA - frisou que o palmarés do AC Milan não assusta e que os rioavistas estão preparados para as dificuldades que os 'rossoneri' vão trazer ao Estádio dos Arcos.

Palmarés do AC Milan “não assusta” sonho europeu do Rio Ave
Palmarés do AC Milan “não assusta” sonho europeu do Rio Ave
Ver artigo

"O AC Milan tem um palmarés muito grande no futebol europeu, mas nenhuma equipa nos assusta e sabemos que temos valor. Vai criar-nos bastantes dificuldades, mas estamos preparados para elas, da mesma forma como conseguimos ultrapassar uma excelente equipa na Turquia. É só um jogo e tudo pode acontecer”, afirmou.

Já Stefano Pioli, técnico do AC Milan, considerou que o Rio Ave é a equipa mais forte que os 'rossoneri' defrontaram até agora.

“É preciso ter muito respeito por eles, mas também consciência das nossas qualidades. Queremos entrar na fase de grupos e, para isso, temos que vencer amanhã [quinta-feira] a equipe mais forte que enfrentámos até agora na prova”, advertiu em conferência de imprensa realizada em Milão.

Milan vê no Rio Ave “a equipa mais forte” com que se cruzou nesta Liga Europa
Milan vê no Rio Ave “a equipa mais forte” com que se cruzou nesta Liga Europa
Ver artigo

O técnico abordou ainda a recuperação de Rafael Leão, que regressou aos treinos depois de ter estado infetado com COVID-19. O português, que foi convocado, não deverá entrar nas contas dos italianos para o onze inicial devido ao pouco tempo de treino.

"Estou muito feliz com a disponibilidade do [Rafael] Leão, mas ele só está a treinar há cinco ou seis dias. Estará disponível, mas apenas para jogar durante algum tempo. Espero muito dele, porque sei que ele pode nos dar muito”, disse.

O Rio Ave-AC Milan joga-se a partir das 20 horas desta quinta-feira e conta com a arbitragem do espanhol Jesus Gil. Uma partida para acompanhar aqui, no SAPO Desporto.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.