Goleada histórica no Estádio da Luz! O Bayern de Munique está nas meias-finais da Liga dos Campeões depois de destruir por completo o Barcelona ao vencer por 8-2, sim, leu bem, oito-dois. Muller (x2), Perisic, Gnabry, Kimmich, Lewandowski e Philippe Coutinho (x2) fizeram os golos bávaros. Alaba, na própria baliza, e Suárez apontaram os dois tentos dos catalães.

Era difícil pedir um melhor começo de jogo no Estádio da Luz, se bem que não é de estranhar quando olhamos para os pergaminhos das duas equipas que entre si dividem dez Ligas dos Campeões.

O Barcelona foi a primeira a criar perigo aos três minutos quando Sergi Roberto, pela direita faz um cruzamento rasteiro que Neuer impediu que chegasse a Suárez.

Depois do aviso 'blaugrana', o Bayern nem avisou e foi direto ao golo. Grande jogada dos alemães, com Perisic segue pela esquerda, passa para Muller que tabelou com Lewandowski para o tento do avançado alemão aos quatro minutos de jogo.

O jogo estava bom e recomendava-se, mesmo sem termos chegado aos 10 minutos e melhor ficou quando voltou à estaca zero, com mais um golo do Bayern... na baliza errada.

Jogada de ataque do 'Barça', com Jordi Alba a cruzar à esquerda para a grande área e Alaba, na tentativa de cortar o esférico acaba por fazer uma 'chapelada' a Neuer colocando a bola na própria baliza aos sete minutos.

O Barcelona ficou perto de se colocar em vantagem aos 10 minutos, quando aquilo que era um cruzamento de Messi acabou por ser um quase golo, com a bola a não ser desviada por ninguém e a embater caprichosamente no poste da baliza de Neuer que ficou o ver navios.

Muito jogo, muita pressão por parte das duas equipas no relvado da Luz que voltava a ver um golo, 14 minutos depois e de novo dos bávaros. Perda de bola da defesa catalã, aproveitado da melhor forma pelo Bayern, com a bola a acabar nos pés de Perisic que, com uma bomba, assinou o 2-1 aos 21 minutos.

O Bayern voltava a ficar em vantagem e continuava a aumentar na pressão a um Barcelona desconcentrado, sem saber como reagir ao impulso bávaro. E sem saber reagir, voltou a sofrer, desta vez dois de seguida.

Primeiro aos 27', com Gnabry, após um grande passe de Lenglet, a bater Ter Stegen.

Quatro minutos depois - e com um aviso dos bávaros pelo meio - Muller assinou o quarto após cruzamento de Kimmich.

Começava a cheirar a goleada, com um Bayern de Munique com "a pica toda" e um Barcelona encostado às cordas e a implorar pelo intervalo para respirar.

O marcador não mexeu e o intervalo chegava por fim para o Barcelona que tinha acabado de fazer algo inédito na sua história na Champions: os 'blaugrana' sofreram quatro golos numa primeira parte da Liga dos Campeões pela primeira vez.

Setien lançou Griezmann, que começou no banco, para o segundo tempo de jogo, enquanto Flick não mexia na equipa, uma vez que o conjunto bávaro fez quase tudo bem nos primeiros 45 minutos, à exceção do autogolo de Alaba.

O jogo recomeçou e a pressão bávara mantinha-se e Lewandowski ainda colocou a bola no fundo da baliza de Ter Stegen, mas o lance foi invalidado por fora de jogo aos 53 minutos.

O Barcelona tentava responder como podia e chegar ao golo que desse algum oxigénio para relançar a partida, que acabou por surgir aos 57 minutos. Jordi Alba cruzou para Luis Suárez que, depois de tirar um adversário do caminho, reduziu para 2-4.

Os catalães voltavam a acreditar numa fase em que o jogo começou a ficar mais duro, com mais faltas e mais paragens. Até que surge... Alphonso Davies.

É difícil de descrever a jogada do jovem canadiense, mas vamos tentar: Davies segue pela esquerda, dá o 'nó' a Nélson Semedo, deixando o português para trás, invadindo a grande área catalã, batendo toda a defesa adversária terminando num passe para Kimmich que assinou o 5-2, uma 'manita' para o Bayern.

Mesmo com cinco golos marcados, o Bayern não tirava o pé do acelerador e ia sufocando o Barcelona. Iam valendo as intervenções de Ter Stegen, mas o alemão não conseguiu evitar o inevitável: um golo de Lewandowski.

Cruzamento de Coutinho e cabeceamento do polaco que aumenta a conta pessoal na Champions aos 82 minutos.

Mas o jogo ainda não tinha acabado e depois de assistir, Philippe Coutinho rematou para o 7-2, aos 85' e para o 8-2 aos 89 minutos.

Depois de uma barrigada de golos, o Bayern marca encontro com o vencedor do jogo de amanhã entre Manchester City e Lyon, na meia-final da próxima quarta-feira. Já o Barcelona volta a casa, num caminho que se prevê bem longo.

Especial Liga dos Campeões: Acompanhe todas as decisões com o SAPO Desporto! 

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.