A vida corria bem a Lisandro Semedo até a pandemia de COVID-19 interromper a melhor época deste avançado cabo-verdiano. O jogador de 24 anos leva sete golos marcados em 23 jogos na Liga Grega e foi decisivo para colocar o seu clube, o OFI Creta na fase de apuramento do campeão (e de quem vai às provas da UEFA). Exibições que lhe valeram o prémio de Melhor Jogador da primeira volta da Liga Grega.

Formado no Sporting, onde esteve dez temporadas nas camadas jovens, Lisandro Semedo já passou pelos sub-21 do Reading, de Inglaterra. Jogou ainda no AEZ Zakakiou do Chipre antes de ser contratado pelo Fortuna Sittard da Holanda, onde esteve duas épocas. O emblema da Eredivisie optou por emprestar Lisandro Semedo ao OFI Creta esta temporada, onde o cabo-verdiano vai mostrando todo o seu futebol.

Para já, está em casa, em isolamento, assim como os seus colegas, já que não há atividade desportiva na Grécia, à semelhança do que acontece no resto da Europa, por causa da pandemia de COVID-19.

Em conversa telefónica com o SAPO Desporto desde a ilha grega de Creta, Lisandro conta como é o seu dia-a-dia nestes tempos de isolamento, faz uma análise da sua época, aborda o seu futuro e deixa-nos a sua análise sobre a Primeira Liga de Portugal.

SAPO Desporto: Como é o seu dia-a-dia em Creta, nestes tempos de isolamento devido a pandemia de COVID-19?

Lisandro Semedo: "Levanto-me por volta das 10h00 da manhã, tomo o pequeno almoço, faço o meu treino diário, almoço, jogo Playstation e à noite, depois do jantar, vejo séries".

SD: Tem mantido contactos frequentes com o staff técnico e com o clube?

LS: "Sim, ainda hoje falei com o treinador via Skype. Esta foi a segunda vez que falei com eles via Skype, da primeira vez tinha sido com um colega que queria saber como é que eu estava. Na conversa de hoje com o treinador foi mais para falarmos sobre aspetos técnico-táticos, o que ando a fazer bem, o que tenho de melhorar, aspetos sobre a equipa, coisas a ver com o futebol."

SD: O contacto é diário como fazem alguns clubes aqui em Portugal?

LS: "Não. Eles enviam um plano de treinos semanal, com vídeos, com exercícios que temos de fazer."

SD: Está sozinho ou com a família?

LS: "Com a família".

SD: O clube já vos transmitiu quando irão voltar aos treinos?

LS: "Ainda não, há uma previsão para ser a 25 de maio mas até agora nada é certo".

SD: Se o campeonato regressar e com o OFI Creta na segunda fase de apuramento do campeão e de quem vão as provas da UEFA, acredita que a vossa equipa vai conseguir ir à Liga Europa?

LS: "Neste momento já estamos em posição de Liga Europa porque o 5.º lugar dá acesso à fase preliminar. Depois temos de ver a situação do Panathinaikos, que foi banido das competições europeias, eles recorreram e estão à espera do recurso. Em princípio vamos terminar em 5.º lugar, logo já estamos qualificados".

SD: Esta paragem veio interromper a grande época que o Lisandro Semedo está a fazer. Foi considerado o melhor jogador da primeira volta do campeonato. Esperava causar tanto impacto logo na primeira temporada?

LS: "Sim. Cheguei a um clube que tem grandes condições para a sua dimensão. O que mais me surpreendeu foi o quão unidos eles são. Foi fácil, adaptei-me bem aqui, deixei as coisas fluir, e tudo foi acontecendo com naturalidade. Ao início faltava o golo mas estava a fazer grandes exibições, depois consegui juntar os golos às exibições, e isso ajudou que fosse considerado o Melhor Jogador da primeira volta".

SD: Está no OFI Creta emprestado pelo Fortuna Sittard, que está a lutar pela permanência na Primeira Divisão da Holanda. Se o Fortuna garantir a manutenção, o desejo é voltar à Holanda?

LS: "Não, o meu desejo não é voltar. Prefiro ficar na Grécia ou jogar noutro lado".

SD: Na Grécia, falam do interesse do Olympiakos, do 'mister' Pedro Martins, um clube habituado a jogar a Liga dos Campeões. Seria uma boa opção para si?

LS: "Sim, todos sabem que é um clube importante. Mas não quero estar a comentar, neste momento não passa de especulação".

SD: Com a boa época que o Lisandro Semedo estava a fazer, tinha esperanças de integrar as convocatórias da Seleção de Cabo Verde nos jogs de apuramento para a CAN2021?

LS: "Sim, estava a fazer um bom trabalho e, com isso, conseguiria ir à Seleção. Esperava continuar a ser chamado".

SD: O Lisandro Semedo fez toda a sua formação no Sporting. Como é que analisa a Primeira Liga esta época?

LS: "Está a ser um campeonato um bocado estranho. Toda a gente pensava que o Benfica ia ganhar dada a vantagem que tinha e, do nada,... Por isso é que o futebol é o que é... Do nada o Benfica ficou atrás e o FC Porto ganhou motivação. Está a ser um campeonato interessante. O Sporting continua na mesma de sempre, dos últimos anos, o SC Braga tem estado muito forte, com Rúben Amorim.

SD: Vê com bons olhos regressar a Portugal para jogar na Primeira Liga?

LS: Sim, se aparecer um projeto interessante, com as condições certas, porque não? Não é que veja isso como um sonho mas Portugal foi o país onde nasci, gostava de jogar na Primeira Liga. Mas não tenho problemas em continuar a jogar fora".

LS: Já passou por Inglaterra, nos sub-21 do Reading. Jogar na Premier League é um dos seus sonhos?

LS: "Sim, é um sonho".

SD: Como é que tem acompanhado a evolução da pandemia de COVID-19 em Portugal? Tem mantido contacto com a familiares e amigos que estão em Portugal?

LS: "Sim, no meu círculo de amigos e família está tudo bem, tudo em isolamento, tudo tranquilo".

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.