Em declarações à imprensa, no final da partida, em que o seu conjunto foi goleado pelo 1º de Agosto, por 0-4, reconheceu o grande esforço que os jogadores fazem para que a equipa se mantenha em prova.

José Dinis aconselhou a direção da coletividade a resolver, com brevidade, a situação dos jogadores porque, apesar da vontade, o grupo técnico não tem como motivar os atletas com o problema financeiro do clube.

O ASA, 11º classificado com 18 pontos, medirá forças na próxima jornada com o Kabuscorp do Palanca, quarto com 28.

Após a greve da equipa de futebol no fim da 1ª volta da prova, equipa técnica e atletas decidiram pelo regresso mesmo sem o pagamento de contratos e alguns meses de salários por parte do clube, cuja direção reconheceu incapacidade devido a incumprimentos por parte dos patrocinadores.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.