O Bayern Munique recebeu e bateu hoje o Borussia Dortmund, seu principal rival, por 3-1, e assegurou o 32.ª título alemão de futebol da sua história, 10.º consecutivo, na 31.ª jornada da prova.

No 133.º ‘Der Klassiker’, Serge Gnabry (15 minutos), Robert Lewandowski (34) e Jamal Musiala (83) fizeram os golos do Bayern, que com este triunfo passou a ser inalcançável no topo da Bundesliga, com 12 pontos de vantagem sobre a equipa de Dortmund, segunda classificada.

Com apenas 34 anos e na sua primeira temporada Bayern, Julian Nagelsmann tornou-se no mais jovem treinador a conquistar uma Bundesliga.

Com o golo de hoje, Robert Lewandowski passou a somar 33 na competição e também deverá conquistar o título de melhor marcador, já que tem 12 de vantagem sobre o checo Patrick Schick (Bayer Leverkusen), seu principal perseguidor.

Por seu lado, o Dortmund, que ainda reduziu por Emre Can (52), de grande penalidade, e contou com Raphael Guerreiro a titular, vai agora tentar na próxima ronda assegurar o apuramento direto para a fase de grupos da Liga dos Campeões.

A três jornadas do fim, a luta pelo acesso à ‘Champions’ ganhou ainda mais interesse, sobretudo devido ao desaire caseiro do Leipzig perante o Union Berlim (2-1) e a goleada por 4-1 do Bayer Leverkusen no terreno do Greuther Furth, que viu confirmada a mais que esperada descida ao segundo escalão.

Cedo na prova, o Greuther Furth caiu para o último lugar e nunca mais de lá saiu, registando apenas três vitórias e 17 pontos em 31 jogos.

Na corrida pela ‘Champions’, com os resultados de hoje, Bayer Leverkusen (55 pontos), Leipzig (54), Friburgo (52), Union Berlim (50) e Colónia (49) estão na luta pelos dois lugares vagos.

No campo do Greuther Furth, a formação de Leverkusen até esteve a perder, com o holandês Willems a marcar para a equipa da casa, logo aos cinco minutos, mas acabou por dar a volta ao marcador e até chegou à goleada com remates certeiros do checo Schick (oito), do iraniano Azmoun (18), do brasileiro Paulinho (58) e o argentino (84).

Vida bem diferente teve o Leipzig, que contou com o internacional português André Silva a partir dos 64 minutos, num encontro em que deixou o Union Berlim virar o marcador nos últimos instantes da partida.

Depois de uma primeira parte sem golos, o dinamarquês Poulsen deu vantagem ao Leipzig, aos 46 minutos, mas Michel, aos 86, e Behrens, aos 89, deram o triunfo ao emblema da capital germânica.

Por seu lado, o Friburgo empatou (3-3) na receção ao Borussia Monchengladbach, num encontro em que chegou a estar a perder por 2-0, e o Colónia bateu em casa o Arminina Bielfeld, penúltimo classifica, por 3-1.

Destaque ainda para Gonçalo Paciência, que foi suplente utilizado (foi lançado aos 86 minutos) no empate caseiro do Eintracht Frankfurt com o Hoffenheim (2-2).

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.