O antigo futebolista português Deco elogiou hoje o trabalho que Jorge Jesus está a realizar no Flamengo e defendeu que o treinador era a peça que faltava para o sucesso da gestão do clube brasileiro.

"Está a fazer um trabalho espetacular e é a cereja no topo do bolo do trabalho que o Flamengo tem feito nos últimos anos. O Jorge Jesus sempre foi um grande treinador, mas talvez tenha tido poucas oportunidades de o provar nos clubes grandes. Achei sempre que a sua maior dificuldade seria como ele se iria adaptar ao futebol no Brasil e ao jogador brasileiro", afirmou.

Para o ex-futebolista e agora empresário de jogadores, o técnico português, de 65 anos, está igualmente a beneficiar do trabalho que foi desenvolvido ao longo dos últimos anos pelo emblema ‘carioca’.

"O sucesso também tem a ver com a gestão do Flamengo dos últimos cinco anos. Há muita disputa política nos grandes clubes brasileiros e não é fácil manter o equilíbrio. No entanto, o Flamengo criou condições para ter sucesso e só faltava juntar um treinador de alto nível", referiu Deco, em alusão a Jorge Jesus.

Em declarações prestadas no âmbito do WebSummit, onde foi um dos oradores da conferência tecnológica, o ex-futebolista de origem brasileira, de 42 anos, não fechou também as portas da seleção ‘canarinha’ ao veterano treinador português, embora tenha reconhecido o valor do atual selecionador, Tite.

"[Jorge Jesus na seleção brasileira?] Não sei, acredito que o Brasil tem agora um grande treinador e um treinador de quem eu gosto muito, o Tite. Já houve treinadores brasileiros noutras seleções", comentou Deco, relativizando as vozes que já apontam Jorge Jesus como uma hipótese para liderar a seleção cinco vezes campeã do mundo de futebol, face à campanha no Flamengo, que lidera o campeonato e está na final da Taça Libertadores.

A nível nacional, o antigo médio do FC Porto desvalorizou as críticas que têm marcado a atualidade dos ‘dragões’, nomeadamente ao treinador Sérgio Conceição, sublinhando que o clube tem "uma grande equipa" e que tem todas as condições para lutar pelo título até ao final da temporada.

"Está a dois pontos do Benfica. Tem tido uma época em que tem alternado momentos bons com outros menos bons, mas está na linha do que tem feito nos últimos anos. Com um clube tão grande como o FC Porto é normal que haja momentos de contestação, mas com o treinador que tem é uma questão de tempo para o FC Porto voltar a fazer grandes jogos como já fez esta época", frisou.

Deco lançou ainda o desafio de quinta-feira da formação portista frente ao Glasgow Rangers, para a quarta jornada do grupo G da Liga Europa, apontando-o como "fundamental" para o clube tentar passar à próxima fase e fazer jus às "ambições do FC Porto" na competição.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.