O piloto português Henrique Chaves (Aston Martin) terminou, domingo, no 12.º lugar as 4 Horas de Monza, terceira etapa das European Le Mans Series, e perdeu a liderança do campeonato.

O piloto luso, que fez equipa com os britânicos Jonathan Adam e John Hartshorne, viu-se penalizado pela regra que atribui lastro suplementar aos carros mais bem classificados (Balance of Performance - BOP).

“Era impossível fazer melhor. Talvez tenha sido a corrida mais frustrante da minha carreira”, lamentou.

Henrique Chaves reconheceu que “o lastro de sucesso faz parte” da competição e que os bons resultados “podem ter impacto na competitividade do carro”.

No entanto, considera que o BOP atribuído para a prova de Monza “foi inacreditável” e deixou a equipa do Aston Martin “sem qualquer possibilidade” de ser competitiva.

“Penso que foi muito injusto e o resultado que obtivemos é um reflexo de nos terem castrado a performance do Aston Martin”, afirmou o português.

A prova foi vencida pelos franceses Paul Lafargue, Paul Chatin e Patrick Pillet (Oreca).

A próxima etapa do European Le Mans Series vai ser disputada em Barcelona, no dia 28 de agosto.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.