O Grande Prémio de Abu Dhabi de Fórmula 1 de domingo vai entrar para a história como o que deu um inédito oitavo título ao britânico Lewis Hamilton (Mercedes) ou o primeiro ao holandês Max Verstappen (Red Bull).

Após 21 de 22 corridas do Mundial, os dois pilotos chegam a esta derradeira ronda do campeonato empatados, com 369,5 pontos, mas com a vantagem no desempate a pender para Verstappen, de 24 anos, pois soma mais uma vitória (nove triunfos contra oito) do que Hamilton, de 36.

Alain Prost, que protagonizou, juntamente com Ayrton Senna, uma das maiores rivalidades da história do desporto, mostrou-se entusiasmado com o duelo entre Verstappen e Hamilton.

"Tem sido fabuloso até agora, com algumas peculiaridades, momentos polémicos, mas um campeonato tão renhido tem de ter isso. Aconteça o que acontecer, quem for campeão este ano será um grande campeão, e as equipas também, por tudo o que mostraram neste ano", disse o antigo piloto francês ao Canal+.

"Quando vi a corrida no domingo [GP da Arábia Saudita] apetecia-me dizer ao Ayrton: 'Éramos uns meninos comparado com isto'. Algo absolutamente incrível está a acontecer, vamos viver o momento da melhor maneira possível até o fim", garantiu.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.