O tenista português Pedro Sousa regressou hoje à segunda ronda do ‘qualifying’ de Roland Garros, ao impor-se ao australiano Max Purcell em três ‘sets’, no seu primeiro encontro no segundo ‘Grand Slam’ da temporada.

Na primeira ronda da fase de qualificação do ‘major’ parisiense, o lisboeta, de 33 anos, contrariou o teórico favoritismo do 171.º tenista do ‘ranking’ ATP, com um triunfo por 6-7 (5-7), 6-4 e 7-6 (10-8), em disputadas duas horas e 22 minutos.

A tarefa de Sousa, 287.º classificado da hierarquia mundial, até podia ter sido mais fácil, mas o português desperdiçou dois ‘set points’ no primeiro parcial, quando servia para fechar no 10.º jogo, acabando por sair derrotado do ‘tie-break’.

O experiente tenista luso não se deixou abalar e, já depois de ter o seu serviço quebrado no sétimo jogo do segundo ‘set’, quando tinha um ‘break’ à melhor, voltou a quebrar Purcell, para impor-se por 6-4.

O equilíbrio manteve-se no terceiro parcial, com Sousa a levar a melhor no ‘tie-break’, 'selando' a vitória no primeiro ‘match-point’.

O lisboeta regressa assim à segunda ronda do ‘qualifying’ em Roland Garros, fase que não alcançava desde 2018 – no ano anterior, ‘caiu’ na terceira e última ronda da qualificação, tal como tinha acontecido em 2012.

Na próxima ronda, Pedro Sousa vai encontrar o italiano Lorenzo Giustino (205.º), que hoje afastou o austríaco Dennis Novak, com os parciais de 7-5 e 7-6 (7-4).

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.