Não vão ser disputados quaisquer torneios ATP, no mínimo, até 20 de Abril.

Os eventos riscados do calendário (para além do torneio de Indian Wells, que já havia sido cancelado) são o Miami Open, os U.S. Men’s Clay Court Championships, o Open de Marraquexe, o Masters 1000 de Monte-Carlo, o Open de Barcelona e o Open de Budapeste.

Agendado para arrancar a 27 de abril, o Estori Open fica, para já, fora desta lista de torneios cancelados.

Andrea Gaudenzi, presidente da ATP chairman, reconheceu que a decisão não foi fácil e representa uma grande perda para todas as partes. "Não foi uma decisão tomada de ânimo leve e representa uma perda significativa para os nossos torneios, jogadores e adeptos em todo o mundo. Porém, acreditamos ser esta a ação mais responsável neste momento, para bem da saúde de jogadores, staff, comunidade do ténis em geral e adeptos, face a esta pandemia geral", afirmou.

"A natureza global deste nosso desporto e as viagens internacionais que ele exige constituem um risco dadas as circunstâncias atuais, para além de existirem cada vez maiores restrições por parte das diferentes autoridades locais", acrescentou.

O antigo tenista italiano garantiu que a ATP irá acompanhar diariamente os desenvolvimentos, de forma a retomar o circuito logo que a situação o pertmita. "Continuaremos a monitorizar esta questão dia-a-dia, determinados a retomar os torneios mal a situação melhore. Entretanto, os nossos pensamentos estão com todas as pessoas já afetadas pelo vírus, a quem desejamos rápidas melhoras", concluiu.

Em relação ao circuito feminino, o WTA tome ainda esta quinta-feira idêntica medida.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.