A Peugeot anunciou hoje a retirada em 2020 do Mundial de resistência automobilística e a sua opção por intensificar a sua participação no campeonato do mundo de ralicrosse, no qual tem Sébastien Loeb como embaixador.

Em declarações à agência noticiosa AFP, o diretor da Peugeot Sport, Bruno Famin, explicou que de tratou de "uma escolha estratégica entre dois projetos".

"A resistência estava direcionada a desenvolver a tecnologia híbrida baseada nos combustíveis fósseis, que vai equipar os futuros Peugeot no final da década, o ralicrosse tem a perspetiva de uma evolução para o elétrico, o E-WRX”, que se perspetiva iniciar em 2020.

O responsável acrescentou que o projeto no ralicrosse “acompanha a transição energética da Peugeot do térmico para o elétrico, bem como a promoção de um veículo em particular, o 208”.

Relativamente à permanência no Dakar, o diretor da Peugeot Sport assegurou a permanência da marca apenas até 2018, preferindo manter em aberto a participação nas edições seguintes.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.