A Fórmula 1 decidiu adiar os Grandes Prémios da Holanda, Espanha e Mónaco devido à pandemia do coronavírus. Anteriormente tinham já sido adiados os GP da Alemanha, do Bahrain e do Vietname.

"A Fórmula 1, a FIA e os três promotores das provas tomaram esta decisão para garantir a saúde e a segurança das equipas, participantes do campeonato e fãs, que continuam a ser a nossa principal preocupação", pode ler-se em comunicado.

O GP da Holanda, que regressaria ao circuito mundial pela primeira vez em mais de 30 anos, estava agendado entre os dias 1 e 3 de maio. O GP de Espanha aconteceria uma semana depois e o do Mónaco entre os dias 21 e 24 de maio.

O novo coronavírus responsável pela pandemia da Covid-19 infetou mais de 220 mil pessoas em todo o mundo, das quais mais de 8.900 morreram. Das pessoas infetadas, mais de 85.500 recuperaram da doença.

O surto começou na China, em dezembro de 2019, e espalhou-se por mais de 176 países e territórios, o que levou a Organização Mundial da Saúde a declarar uma situação de pandemia.

Depois da China, a Europa tornou-se o epicentro da pandemia, o que levou vários países a adotarem medidas excecionais, incluindo o regime de quarentena e o encerramento de fronteiras.

Em Portugal, que se encontra em estado de emergência desde as 00:00 de hoje, a Direção-Geral da Saúde elevou o número de casos confirmados de infeção para 785, mais 143 do que na quarta-feira. O número de mortos no país subiu para três.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.