Tom Brady, seis vezes campeão do Super Bowl na NFL, recebeu um pedido de desculpas de Jane Castor, autarca de Tampa, Florida, depois de o astro do futebol americano ter sido expulso de um parque da cidade que está fechado devido à pandemia do novo coronavírus.

Brady, o quarterback de 42 anos que assinou contrato com o Tampa Bay Buccaneers após 20 temporadas no New England Patriots, estava a treinar na passada segunda-feira num parque no centro da cidade quando foi expulso pela polícia.

Brady, considerado por muitos como o melhor jogador de futebol americano de todos os tempos, recebeu um pedido de desculpas de Castor pelo tratamento, num comunicado publicado na sua conta no Twitter.

"Tom, as minhas desculpas pela falta de comunicação quando você chegou, esta não é a melhor primeira impressão. Mas, dada a minha experiência na aplicação da lei, não pude impedir alguém de investigar a presença de um GOAT (um dos melhores de todos os tempos) a correr num dos nossos belos parques da cidade. Não foi nossa intenção magoar-te, obrigado por seres um bom atleta".

Os 'Bucs' não vencem um jogo de playoff desde que conquistaram o seu único título no Super Bowl em 2003.

O Super Bowl deste ano, que define o campeonato da NFL, será realizado em Tampa, no estádio dos Buccaneers, que poderá tornar-se na primeira equipa a vencer a prova no seu território.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.