O Benfica tem vindo a publicar no seu site oficial entrevistas com vários dos seus jogadores das diferentes modalidades. Esta quinta-feira foi a vez do hoquista Diogo Rafael, que vincou a importância de se ficar em casa, apelando ao sentido de responsabilidade individual e social de todos, e explicou como mantém a forma física em casa, de forma a estar apto para voltar à competição logo que esta seja retomada.

"Creio que é necessário tomar uma medida drástica para que possamos resolver este assunto. Tive oportunidade de falar com os meus familiares mais próximos, para os alertar e para que tomem consciência do problema que é. É importante ter responsabilidade individual e social para que este problema não se alastre", começou por salientar.

Diogo Rafael reconhece que, a princípio, talvez a questão do Covid-19 tenha sido desvalorizada em excesso. "Creio que ao início não estávamos preparados para aquilo que está a acontecer. Só depois de vermos o que aconteceu em Itália é que começámos a ter mais consciência da gravidade da situação", afirmou.

"É importante resguardarmo-nos e ficarmos em casa, para que possamos o mais rapidamente possível voltar à nossa vida. Deixo um apelo a todos, sem exceção: fiquem em casa e saiam apenas para fazer as compras essenciais. Aproveitem para descansar, para estar com a família e evitem grandes aglomerados, para que, em breve, possamos estar todos juntos", sublinhou.

O hoquista falou da preparação física que vai desenvolvendo a partir de sua casa. "Felizmente temos um gabinete de fisiologia que nos preparou um plano de treino para podermos efetuar em casa. Obviamente que não era o plano que queríamos, mas, face às condições que temos, também é importante não estarmos sem atividade física. Muitos exercícios são à base da estrutura corporal, ou seja, movimentos de salto, abdominal, flexões... e depois depende de cada um, se tem a oportunidade de ter pesos consigo para acrescentar alguma carga a esse tipo de exercícios", explicou.

Diogo Rafael falou igualmente da importância do acompanhamento que ele e os colegas estão a ter em termos nutricionais por parte do clube. "A nossa nutricionista também nos enviou um plano, onde basicamente refere que é importante baixarmos a quantidade de alimentos, ou de porções que ingerimos durante o dia, tendo em conta que não estamos num regime de treino e competição. É importante ter consciência que não podemos ter uma alimentação normal", referiu.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.