A ala Daniela Ferreira, mais conhecida como Pisko, admitiu hoje que a seleção portuguesa de futsal feminino procura “algo mais” no Europeu2022, que arranca na sexta-feira, depois de ter sido vice-campeã em 2019.

“Chegámos à final no último Europeu e fomos vice-campeãs, por isso, quando voltamos a uma competição destas, queremos sempre algo mais. Mas, primeiro ainda há uma meia-final com a Hungria e é nesse jogo que temos de nos focar. O resto logo veremos”, afirmou Pisko, em declarações divulgadas pela Federação Portuguesa de Futebol.

A jogadora de 33 anos explicou que a equipa está a fazer tudo para preparar da melhor forma o duelo com a Hungria e rejeitou que exista ainda alguma ansiedade para o duelo com a equipa magiar.

“Ansiedade vamos sentir se calhar no dia antes do jogo ou no próprio jogo. Agora estamos focadas em melhorar e fazer a melhor preparação possível. Esperamos uma Hungria com defesa mais baixa, em que teremos se calhar mais posse de bola. Sabemos que se calhar vamos ter mais dificuldades em chegar à baliza e criar ocasiões de golo, por isso teremos que ser pacientes”, referiu a ala do Nun’Álvares.

Pisko, que tem 92 jogos e 21 golos pela seleção nacional, esteve na final do Euro2019, que decorreu igualmente em Gondomar, e em que Portugal acabou derrotado pela Espanha, por 4-0.

“O público pode ser uma motivação-extra, uma força-extra para nós, por isso, peço a todos que venham assistir aos jogos no pavilhão”, disse a jogadora esquerdina.

O Portugal-Hungria está agendado para sexta-feira, às 21:30, no Pavilhão Multiusos de Gondomar. No mesmo dia, no outro encontro das meias-finais, a Espanha defronta a Ucrânia (17:00).

A final está agendada para o dia 03 de julho.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.