A Associação Portuguesa de Árbitros de Futebol (APAF) repudiou, na segunda-feira, as declarações do diretor da secção de futsal do Sporting, Miguel Albuquerque, sobre a arbitragem do Sporting-Benfica, no terceiro jogo da final do ‘play-off’ do campeonato nacional.

“Dada a gravidade das acusações proferidas, relativamente à equipa de arbitragem e à ‘suposta forma’ como a mesma se dirigiu aos jogadores do Sporting, em diversas ocasiões, a APAF exige que sejam apresentadas provas da real existência dos comentários dos referidos árbitros”, pode ler-se no comunicado do organismo representativo dos árbitros.

A APAF qualifica o nível e tom de discurso apresentado por Miguel Albuquerque como “lamentável” e considera que o mesmo “não se coaduna com os valores de uma instituição como o Sporting”.

No entendimento da APAF, a brutal agressão sofrida pelo terceiro árbitro, Sérgio Magalhães, na manhã de segunda-feira, por parte de elementos encapuzados, quando se dirigia para o seu local de trabalho, “pode, naturalmente, ser reflexo dos discursos incendiários" que diz continuam a existir.

“A APAF não pode aceitar este incendiar constante que os responsáveis dos clubes insistem em manter e irá analisar em conjunto com os árbitros, ao longo dos próximos dias, qual o devido seguimento a dar a este triste episódio”, pode ainda ler-se no comunicado daquele organismo, que irá apelar junto das autoridades competentes para que a segurança destes árbitros e respetivas famílias seja desde já assegurada.

No final da partida Sporting-Benfica, do ‘play-off’ da final do campeonato nacional, o diretor do futsal dos ‘leões’, Miguel Albuquerque, teceu fortes críticas à arbitragem, considerando o que se passou no pavilhão João Rocha “uma vergonha”.

“Não queremos ser favorecidos, mas apenas que respeitem o Sporting. Nos dois primeiros jogos da final houve entradas violentas e os árbitros seguraram os jogos. Hoje (domingo) dois senhores estragaram o jogo e no final o árbitro Wilson Soares disse ao Divanei para se ir f……!”, afirmou Miguel Albuquerque no final da partida, no domingo, que terminou com a vitória do Benfica por 9-6, após prolongamento.

Entretanto, o terceiro árbitro da partida, Sérgio Magalhães, foi hoje agredido com um pau junto ao seu local de trabalho e teve de receber tratamento hospitalar, tendo sido apresentada queixa junto das autoridades policiais.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.