Depois de no sábado se ter imposto a Bernal ao ‘sprint’, quando assumiu a liderança da competição, Roglic foi hoje quatro segundos mais rápido do que o rival, numa exigente tirada com três grandes subidas.

“Hoje, foi novamente um dia difícil. A Ineos fez uma corrida realmente forte, pressionando em todas as subidas, mas a nossa equipa fez novamente um ótimo trabalho e consegui ganhar”, congratulou-se Roglic, que pretende chegar à Volta a França “no nível mais alto possível e ir crescendo com a equipa”.

Os 144,5 quilómetros entre Saint-Vulbas e Grand Colombier, com subias ao la Sele de Fromental, col de la Biche e Grand Colombier, foram cumpridos pelo esloveno em 4:06.24 horas.

Bernal chegou a quatro segundos, o compatriota Nairo Quintana (Arkéa Samsic) a seis, enquanto o francês Guillaume Martin (Cofidis) e o australiano Richie Porte (Trek – Segafredo) cortaram a meta juntos, a oito segundos.

João Almeida (Deceuninck – Quick Step) foi 10.º a 1.58 minutos, Daniel Viegas (Kometa Xstra Cycling Team) 84.º, a 33.25, e Pedro Andrade (Hagens Berman Axeon) 92.º, a 37.12.

Na geral final, Roglic triunfou com 18 segundos para Bernal e 28 para Quintana, enquanto João Almeida foi sétimo a 2.40 minutos.

Daniel Viegas concluiu a prova em 84.º a 54.05 minutos do vencedor, e Pedro Andrade em 89.º, a 59.13.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.