O ciclista equatoriano Richard Carapaz (INEOS) vai regressar à Europa na próxima semana, chegando a tempo de defender o título na Volta a Itália, informou hoje a Secretaria do Desporto do Equador.

O vencedor do Giro, assim como os compatriotas Jonathan Narváez (INEOS), Alexander Cepeda (Androni), Alveiro Cepeda (Caja Rural) e Jonathan Caicedo (Education First) vão viajar num voo especial de Quito para Espanha, com autorização do país europeu.

"Com a autorização do governo espanhol, que permite a entrada de desportistas não europeus no seu território e sem a obrigação de cumprir o isolamento de 14 dias, os ciclistas podem viajar para esse país", informou a Secretaria do Desporto equatoriana.

De acordo com o diretor do Alto Rendimento da Secretaria do Desporto, Miguel Landázuri, os ciclistas pediram ajuda ao governo para conseguirem entrar num voo humanitário que partia da Colômbia, o que implicava uma viagem por via terrestre de 30 horas.

Além dessa viagem, os ciclistas teriam de cumprir uma quarentena obrigatória na Colômbia, o que complicava a planificação dos diretores desportivos das equipas.

"Começámos a preparar com o ministério dos Negócios Estrangeiros a colocação dos corredores neste voo humanitário desde a Colômbia, mas vimos que o tempo estava contra os ciclistas. Comunicámos com os diretores desportivos das equipas e conseguimos fazer um voo direto desde Quito até Espanha, com a autorização da Embaixada desse país", disse.

Carapaz vai regressar à competição na Volta a Burgos (28 de julho e 01 de agosto), seguindo-se a Volta a Polónia (05 a 09 de agosto) e o Tirreno-Adriático (07 e 14 de setembro), antes de defender o título na 'corsa rosa', de 03 a 25 de outubro.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.