Os atletas Samuel Freire, do Benfica, e Edena Lima venceram hoje na Praia, em Cabo Verde, a meia maratona da XII edição da Corrida da Liberdade, prova que teve como padrinho o antigo capitão benfiquista Luisão.

Organizada uma vez mais pela Câmara Municipal da Praia, a prova contou, nos seus vários níveis, com participação de cerca de 10 mil pessoas e percorreu toda a cidade.

Na competição principal masculina, o atleta cabo-verdiano do Benfica Samuel Freire superiorizou-se a Wilson Cabral e Artur Silva, enquanto na competição feminina dos 21 quilómetros a são-tomense Edena Lima bateu Crisolita Rodrigues e Ana Furtado.

Além da meia maratona, realizaram-se provas para atletas paralímpicos, uma corrida escolar e caminhadas para famílias e idosos.

Instituída em 2009, a prova já levou à capital cabo-verdiana figuras como Eusébio, o presidente do Benfica, Luís Filipe Vieira, o ex-futebolista Pedro Mantorras, o judoca Nuno Delgado, ou as atletas Fernanda Ribeiro e Rosa Mota.

Este ano, o padrinho da prova foi Luisão, o antigo capitão da equipa de futebol do Benfica, que, além de participar, também manteve um programa social e desportivo na Praia nos últimos dias.

“Eu sempre fico à disposição daquilo que é estar em contacto com os jovens e crianças, porque o futebol me deu tanta coisa durante 22 anos e às vezes os jogadores vivem numa bolha e não têm muitas vezes o contacto com aqueles sonhadores de outros países”, disse o atual dirigente do Benfica, antes da prova.

A Corrida da Liberdade assinala o 13 de janeiro, feriado nacional, data em que, pela primeira vez, em 1991, os cabo-verdianos exerceram o seu direito de voto nas primeiras eleições multipartidárias, após 15 anos em regime de partido único.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.