Grande resultado de Portugal na estreia no Europeu de andebol. Os lusos venceram a França por 28-25 em Trondheim. Rui Silva foi o MVP do encontro, num jogo onde Portugal foi para o intervalo a vencer por 12-11.

Veja as melhores imagens desta vitória histórica

Foram preciso esperar 14 anos para ver Portugal na elite do andebol europeu. O alargamento da prova para 24 seleções deu mais possibilidades aos lusos, que fizeram um apuramento tranquilo, depois de vencerem a favorita França em Guimarães por 33-27. A equipa de Paulo Jorge Pereira terminou no segundo lugar do grupo 6 de apuramento, atrás da França, medalha de bronze no último Mundial.

E quis o destino que os franceses fossem o adversário dos lusos em Trondheim, neste regresso aos grandes palcos.

A França, uma equipa recheada de grandes talentos, com uma mistura de juventude com veterania, entrou melhor e rapidamente ganhou três golos de vantagem (6-3). A equipa lusa tinha dificuldades em jogar com os pivots e falhava no ataque com várias falhas técnicas.

Sem Gilberto Duarte, provavelmente o melhor jogador português da atualidade, lesionado, Portugal não temeu frente a França, tal como tinha feito em casa na fase de apuramento. Aos poucos os lusos foram aproximando-se do marcador ganharam vantagem pela primeira vez aos 23 minutos, aproveitando algumas falhas no ataque por parte dos franceses. A atuação de Alfredo Qintana, com defesa em momentos cruciais, ia mantendo Portugal na corrida e deixava a França desesperada. Diogo Branquinho fez o seu terceiro golo no jogo e colocou o marcador em 10-9.

Foi altura em que emergiu André Gomes. O lateral do FC Porto fez o 11-9, num remate espetacular, após suspensão. Uma defesa de Alfredo Quintana aos 24 minutos e 56 segundos deixou os lusos com a possibilidade de fazer o 12-9 mas Rui Silva desperdiçou. Seria André Gomes a fazer o 12.º luso, antes de Karabatic marcar dois de seguida e fazer o 11-12, resultado com que se chegou ao intervalo.

A vantagem era mínima mas era de Portugal, contra todas as probabilidades.

A segunda parte arrancou com uma grande defesa de Alfredo Quintana, importante para manter a equipa focada e moralizada após o intervalo. Dois golos de Pedro Portela e Ferraz colocaram Portugal a vencer por 14-12, numa altura em que a França tentava reagir.

Essa reação veio depois, num dos piores momentos de Portugal no segundo tempo. Aproveitou a França, mais experiente, para passar para a frente do marcador (15-14). Foram quase 25 minutos com a seleção de Portugal na frente.

Com a seleção de Didier Dinart mais perigosa, Paulo Jorge Pereira tentou algo diferente: apostou no sete contra seis, sem guarda-redes, para ver como reagia a França face a esta mudança. Um tática muito usada pelo FC Porto, equipa que dá metade dos jogadores à seleção lusa para este Euro de andebol (9 jogadores nos 18 convocados).

Portugal estreia-se no Euro de andebol com vitória histórica sobre a França
Jogadores de Portugal festejam a vitória histórica frente a França créditos: @Vidar Ruud /AFP

Foi preciso esperar até aos 42 minutos para Portugal conseguir, finalmente, marcar pelos pivots. Coube ao luso-cubano Daymaro Salina marcar, quando Portugal atacava sete contra seis.

Sempre na frente, Portugal cimentou a liderança com um golo de baliza a baliza de Alfredo Quintana, a fazer o 2018. Só aos 49 minutos chegou o primeiro livre de sete metros em todo o encontro mas Michaël Guigou rematou para fora.

Com os noruegueses sempre a apoiar a seleção lusa, Portugal ia fazendo o seu jogo, com calma, anulando os franceses em vários momentos.

Aos 52 minutos, Fabregas empatou a 22 mas, a partir daí, nunca a França esteve na frente do marcador. Aos 56 Lagarde voltaria a empatar mas depois só deu Portugal, que aproveitou duas suspensões na França para terminar o jogo com mais dois jogadores em campo em vantagem. André Gomes fez o 26-25, João Ferraz (2) e Alexis Borges fizeram os últimos golos, numa altura em que França falhava no ataque, com uma falta atacante e uma remate por cima.

A vitória histórica por 28-25 estava assegurada, num dos grandes momentos do andebol português a nível internacional.

Portugal disputa pela sexta vez o Europeu (o melhor resultado é um sétimo lugar alcançado em 2000, na Croácia), defronta os bósnios no domingo e encerra a participação na fase inicial da prova na terça-feira, frente aos noruegueses, sempre em Trondheim.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.