Os jogadores da seleção portuguesa de andebol alertaram esta segunda-feira para a importância do jogo de terça-feira com a Eslovénia, a primeira de "duas finais" na ronda principal do Euro2020, que podem conduzir Portugal à luta pelas medalhas.

"Vamos enfrentar duas finais e temos de entrar com tudo para ganhar os próximos dois jogos, começando já com os eslovenos. Estamos confiantes, pois precisamos da vitória", disse Alexandre Cavalcanti, em Malmö, cidade sueca que será palco do encontro da terceira jornada do Grupo II da segunda fase do torneio.

O lateral esquerdo reconheceu que a equipa nacional foi protagonista de "um jogo menos conseguido" no domingo, com a Islândia, em que perdeu por 28-25, mas lembrou que a seleção "já fez história" ao apurar-se para a ronda principal, depois de ter estado "muitos anos fora do Europeu".

"Não foi o nosso melhor jogo, com um início atípico, em que começámos a perder por 4-0. (...) Mais tarde, soubemos que a Hungria venceu a Eslovénia e isso deu-nos uma segunda oportunidade e agora este vai ser o jogo decisivo", recordou Miguel Martins.

O central assinalou que Portugal não poderá "entrar em pânico" caso reedite o mau início frente à Eslovénia, até porque está em jogo "uma primeira final", à qual se pode seguir, na quarta-feira, "uma segunda final, contra a Hungria", na última partida no agrupamento.

Miguel Martins afirma que derrota frente à Islândia não afeta ambição portuguesa no Europeu de Andebol
Miguel Martins afirma que derrota frente à Islândia não afeta ambição portuguesa no Europeu de Andebol
Ver artigo

"Estamos motivados. Já demonstrámos que podemos vencer qualquer equipa e se praticarmos o andebol que praticámos em alguns jogos, podemos mesmo vencer e passar às meias-finais", assegurou Miguel Martins, advertindo que, para isso, também é preciso "anular os pontos fortes da Eslovénia".

Portugal, quarto classificado do Grupo II da ronda principal do Euro2020, com dois pontos, defronta na terça-feira a Eslovénia, segunda posicionada, com quatro, em jogo da terceira jornada, com início às 16:00 (15:00 em Lisboa), na Arena Malmö.

O agrupamento, no qual os dois primeiros se apuram para as meias-finais, é liderado pela Noruega, com seis pontos, que defronta a Islândia (quinta, com dois pontos), enquanto a Hungria, que ocupa o terceiro posto, com quatro pontos, joga com a anfitriã e lanterna-vermelha Suécia, ainda em branco.

Portugal, que regressou ao grande palco do andebol europeu após 14 anos de ausência, tinha entrado na segunda fase do torneio com o ónus da derrota (34-28) com os noruegueses, uma vez que as seleções apuradas na fase preliminar transportam para o ‘main round' o resultado entre si.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.