A Suécia não vai enviar representantes do governo aos Jogos Olímpicos de Inverno Pequim2022, devido à pandemia da covid-19, anunciou hoje o ministro sueco do Desporto.

“Isto não é um boicote diplomático", disse o ministro Anders Ygeman, citado pela agência de notícias sueca TT.

Os Jogos estão marcados para o período entre 04 e 20 de fevereiro, mas devido às restrições impostas pela China à entrada de estrangeiros, poucos políticos mundiais devem viajar até Pequim.

As duas exceções notáveis são o Presidente russo, Vladimir Putin, que aceitou o convite do homólogo chinês, Xi Jinping, e o chefe da ONU, António Guterres.

Reino Unido, Estados Unidos, Canadá, Austrália e Reino Unido, que decidiram por um “boicote diplomático” aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim, para denunciar as violações dos direitos humanos na China, sobretudo na região de Xinjiang, habitada maioritariamente por membros da minoria étnica chinesa de origem muçulmana uigur.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.