A seleção portuguesa feminina de ténis de mesa falhou hoje o apuramento para os Jogos Olímpicos Tóquio2020, ao perder com a França, por 3-1, nas meias-finais da fase de repescagem do torneio de qualificação.

No Pavilhão Multiusos de Gondomar, as francesas Marie Migot e Stephanie Loeuillette bateram a dupla lusa Xue Luo e Fu Yu, por 3-0 (11-9, 11-8 e 13-11), enquanto Jia Nan Yuan superou em singulares Jieni Shao, por 3-2 (11-9, 11-7, 8-11, 8-11 e 11-7).

As anfitriãs reduziram a desvantagem através de Fu Yu, ao derrotar Stephanie Loeuillette, por 3-0 (11-3, 11-6 e 11-6), mas Nan Yuan acabou com o sonho olímpico português frente a Xue Luo, carimbando o triunfo gaulês com novo 3-0 (11-3, 11-6 e 11-9).

A França, 18.ª cabeça de série do torneio, cinco posições abaixo de Portugal, vai medir forças com a Coreia do Sul, quarta pré-designada, que venceu a Espanha (3-0), no domingo, às 16:00, pela derradeira vaga de acesso a Tóquio2020.

Fu Yu, já apurada individualmente, Jieni Shao e Xue Luo, acompanhadas por Leila Oliveira e Rita Fins, falharam a presença inédita na competição olímpica por equipas femininas, um dia após a seleção masculina ter selado a participação em solo japonês.

Com alterações profundas no alinhamento das suas jogadoras, em função das seis horas de intervalo sobre os desgastantes triunfos diante de Países Baixos e Índia, ambos por 3-2, a França coroou a entrada dinâmica com um triunfo seguro do par Marie Migot e Stephanie Loeuillette (11-9, 11-8 e 13-11) sobre as luso-chinesas Xue Luo e Fu Yu.

Eleita pela selecionadora Xie Juan para encarar a primeira partida individual, Jieni Shao (66.ª) prolongou a entrada em falso das ‘quinas' (9-11 e duplo 7-11) frente à franco-chinesa Jia Nan Yuan (160.ª), embora tenha recuperado algum estofo emocional, amparada pelo apoio do público, e alcançado a igualdade momentânea, com duplo 11-8.

Quando nova derrota significaria o fim do sonho olímpico, a número um nacional Fu Yu (41.ª) entrou em cena para assinar a melhor oposição diante das gaulesas, ao vencer sem dificuldade Stephanie Loeuillette (99.ª) pelos parciais de 11-3 e duplo 11-6.

A responsabilidade de empatar o encontro recaiu sobre Xue Luo, 420.ª do ‘ranking' individual e a representar Portugal desde novembro, só que Jia Nan Yuan recuperou o ascendente forasteiro e aniquilou de vez as esperanças lusas (11-3, 11-6 e 11-9).

O torneio de qualificação olímpica por equipas de ténis de mesa apura nove seleções em cada género para os Jogos Olímpicos 2020 e atribui uma quota de dois atletas para o evento de singulares, decorrendo até domingo em Gondomar.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.