O Vitória de Guimarães apurou-se hoje para a segunda fase da Taça de Liga de futebol, após ‘virar’ o resultado e golear o Leixões por 4-1, num jogo que dominou apesar dos esporádicos lances de perigo matosinhenses.

O extremo Sapara adiantou a equipa da II Liga no ‘marcador’ aos 22 minutos, na cobrança de um penálti, mas os vitorianos igualaram ainda na primeira parte por Rochinha, aos 34, e consumaram a reviravolta aos 74, num autogolo de Diogo Gomes, antes de fecharem a contagem aos 84, por Bruno Duarte, e aos 90+4, por Maga.

O conjunto de Guimarães venceu o primeiro jogo oficial sob o comando técnico de Pepa e, na segunda fase da Taça da Liga, vai defrontar o Casa Pia, em Lisboa, em jogo agendado para domingo, às 18:00.

Os minhotos tiveram um ascendente inicial, demonstrado pelo remate de Oscar Estupiñán à malha lateral, aos sete minutos, mas os homens de Matosinhos reagiram com alguns lançamentos em profundidade para Sapara, muito interventivo nas alas, e chegaram à vantagem através de uma grande penalidade.

Na sequência de uma mão na bola de Oscar Estupiñán em resposta a livre lateral de Wallyson Mallmann, aos 20 minutos, Sapara ‘encarou’ Matous Trmal a partir da ‘marca dos 11 metros’ e atirou para o lado contrário do guarda-redes vitoriano, ‘inaugurando o marcador’.

Depois de ameaçarem a igualdade ao minuto 23, num remate de Marcus Edwards contra um oponente, após ter contornado o guarda-redes Tiago Silva, o Vitória sentiu dificuldades para contornar a organização defensiva leixonense, até Rochinha, num lance de insistência com ressalto à mistura, atirar para o fundo das redes num ‘tiro’ cruzado.

Estimulados pelo golo, os vimaranenses quase operaram a reviravolta em lances de Marcus Edwards, aos minutos 36 e 39, mas os pupilos de José Mota tiveram ainda fôlego para colocar em perigo a baliza contrária, em remates de Diogo Leitão, aos 39, e de Wallyson Mallmann, aos 45+1.

A segunda metade desenrolou-se quase sempre na baliza do Leixões, apesar do trabalho dado pelo avançado Wendel à retaguarda vitoriana, e tanto André André, aos 58 minutos, como Oscar Estupiñán, aos 64, desperdiçaram ocasiões flagrantes, antes do tento da reviravolta surgir à entrada para o último quarto de hora, num desvio de Diogo Gomes para a própria baliza após remate cruzado de Marcus Edwards.

O Vitória de Guimarães manteve o ‘pé no acelerador’, criou mais lances em redor da baliza contrária e selou o resultado com golos de Bruno Duarte, isolado por Rochinha, aos 84, e pelo estreante Maga, que, aos 90+4, desviou o remate de outro elemento a cumprir o primeiro jogo pela equipa principal vimaranense, Herculano.

O Vitória de Guimarães visita o Casa Pia, no próximo domingo, em jogo da segunda fase da Taça da Liga.

O resumo da partida

*Artigo atualizado às 22h30

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.

Ajude-nos a melhorar o SAPO Desporto