Mantém-se o nulo entre o Sporting da Covilhã e o Benfica, em partida da segunda jornada da Taça da Liga, depois de uma primeira parte bastante interessante, com oportunidades para ambos os lados.

Bruno Lage mudou quase toda a equipa em relação ao duelo com o Marítimo, com Rúben Dias a ser o único a repetir a titularidade. Nota de destaque para Zivkovic, que somou os primeiros minutos na temporada – não jogava desde abril. No Sporting da Covilhã, Ricardo Soares mudou também algumas unidades, com as entradas de Daffé, Mica Silva e Bruno Bolas.

A equipa da casa foi a primeira a criar perigo, com Adriano Castanheira (5’) a rematar para a defesa de Zlobin, na sequência de um erro a meias entre o guardião russo e Rúben Dias.

Aos 12 minutos, Gedson Fernandes esteve muito perto de abrir o ativo para o Benfica: bola na área do Covilhã, Ruben Dias coloca de cabeça no segundo poste e Gedson cabeceia ao ferro. Os serranos procuraram responder através de um remate à entrada da área de Bonani, que ainda desviou num defesa e quase enganou Zlobin.

Aos 22’ os jogadores do Benfica ficaram a pedir grande penalidade por alegada falta de Bruno Bolas sobre Raul de Tomas. O árbitro Rui Oliveira mandou seguir.

O Sporting da Covilhã tentava criar perigo através de contra-ataques rápidos, como aconteceu aos 25 minutos - valeu Tomás Tavares a não permitir o remate com espaço a Adriano Castanheira. Pouco tempo depois, Raul de Tomas recebeu a bola na área, rodou e atirou, mas encontrou Bruno Bolas no caminho.

Já perto do intervalo, Adriano Castanheira tentou assustar Zlobin de longe, com a bola a passar perto da barra.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.