A cerca de oito horas do horário marcado para o pontapé de saída para a primeira meia final da Taça da Liga 2020/21, no Estádio Municipal de Leiria, paira no ar uma avalanche de incertezas sobre a realização ou não da fase final da prova, marcada para decorrer entre esta terça-feira e sábado, data da final.

A culpa, claro, como em quase tudo o que se vem passando no mundo desde há quase um ano para cá, é da COVID-19, com muitas polémicas, dúvidas, contradições e, como não podia deixar de ser, ataques entre os vários clubes à mistura, numa edição da competição que começou, desde logo, por ver o seu formato remodelado devido ao novo coronavírus.

Sérgio Conceição diz que "Não são as condições ideais para se jogar uma meia-final Taça da Liga"

Na conferência de imprensa de antevisão da meia-final com o Sporting, o treinador do FC Porto, face aos casos conhecidos de jogadores infetados com COVID-19 no plantel de ambos os conjuntos (Sporar, Nuno Mendes, Luís Neto e Bruno Tabata de um lado, Luis Díaz, Sérgio Oliveira e Evanilson do outro), lamentou desde que o encontro se fosse disputar nestas circunstâncias.

"A partida fica condicionada a partir do momento em que as duas equipas não estão completas. Quando tenho todo o grupo à disposição, não tenho problemas, mas com tantas limitações desta terrível pandemia fica complicado. Não são as condições ideais para se jogar uma meia-final Taça da Liga, mas temos de aceitar e ir à luta", desabafou, embora admitindo que "parar não é solução".

Os 'falsos positivos' de Nuno Mendes e Sporar e as acusações do FC Porto

O dia prosseguiu e, ao final da tarde a polémica começou a estalar. João Pedro Araújo, diretor do departamento clínico do Sporting, revelou que Nuno Mendes e Sporar, que estavam supostamente infetados, eram afinal falsos positivos.

"Ambos os atletas testaram positivo na passada quarta-feira, no teste PCR que antecedeu a jornada 14 da I Liga. O Sporting sempre cumpriu e cumprirá os planos de testagem protocolados, tendo até implementado medidas adicionais, com a introdução de rastreios internos, com testes rápidos. Em virtude da dissonância dos testes realizados internamente e os testes PCR, foram realizados mais dois testes PCR em outros dois outros laboratórios distintos, dia 15 e dia 16. Ambos os resultados foram negativos, pelo que se pode concluir, que os resultados que antecederam a partida com o Rio Ave foram falsos positivos", explicou.

COVID-19: Testes de Nuno Mendes e Sporar foram "falsos positivos"
COVID-19: Testes de Nuno Mendes e Sporar foram "falsos positivos"
Ver artigo

O clínico lamentou que, face a esse 'falso positivo' os dois jogadores tivessem já estado ausentes do embate da I Liga com o Rio Ave e afirmou esperar que ambos possam estar disponíveis para serem utilizados frente ao FC Porto.

Os 'dragões', por seu lado, não gostaram do que ouviram e, pela voz do seu diretor de comunicação, Francisco J.Marques, acusaram o Sporting de estar na iminência de cometer um crime público.

"No dia em que as autoridades apertaram as medidas para a contenção da pandemia o Sporting anunciou a intenção de cometer um crime público. Os jogadores Nuno Mendes e Sporar testaram positivo há quatro dias, mas o Sporting diz que estão em condições de defrontarem o FC Porto", começa por apontar.

O dirigente portista lembra que "o protocolo da DGS, assinado pela dra. Graça Freitas, é claro, mesmo nos casos assintomáticos obriga a dez dias de isolamento após o teste positivo. Tudo o que fuja a isto é um crime público que numa altura de crescimento exponencial de casos e de mortes é inaceitável."

A contra-resposta do Sporting não se fez esperar, com os leões a deixarem um aviso ao rival nortenho: "Se não quiserem jogar, muito bem, melhor para nós que estamos na final. Existiu um erro, o laboratório já admitiu esse erro, temos a prova, mas alguém no Norte quer que continuemos a ser prejudicados porque acordou mal disposto. Continuam a incendiar o futebol português, um chorrilho de mentiras, a adotar uma posição irresponsável. O FC Porto quer continuar a insistir na mentira, com um comunicado que é um atentado à inteligência".

Sporting de Braga também 'entra ao barulho'

Quem não quis ficar à parte de toda esta polémica foi, depois, o Sp.Braga, que em comunicado enviou também algumas farpas ao Sporting, isto depois de no recente embate com os 'leões' para a I Liga não ter podido contar com vários habituais titulares devido a infeções com COVID-19.

"O Sporting de Braga mostra-se profundamente indignado pela intenção do Sporting em ter um tratamento de exceção neste contexto pandémico, não só face ao protocolo vigente a nível da Liga profissional de futebol, como no que diz respeito à sociedade em geral. Iremos estar particularmente atentos à decisão soberana das autoridades locais de saúde, confiando que se mantenha o cumprimento escrupuloso das normas vigentes", pode ler-se num comunicado dos minhotos.

E, na manhã de terça-feira, Benfica comunica 17 casos de COVID-19 e pede intervenção da DGS

Se, até aqui, a polémica se restringia à primeira meia-final, entre Sporting e FC Porto, e à eventual utilização ou não de Sporar e Nuno Mendes por parte do Sporting, tudo se complicou no que toca à eventual realização - ou não - da final four da Taça da Liga 2020/21 com um comunicado emitido pelo Benfica logo pelas 9h00 da manhã: as 'águias' informavam a existência dentro da estrutura do futebol e do plantel principal 17 novos casos de COVID-19, entre staff, equipa técnica e jogadores, pedindo à DGS para não competir nos próximos 14 dias.

Benfica com dérbi e mais três encontros em risco devido ao COVID-19
Benfica com dérbi e mais três encontros em risco devido ao COVID-19
Ver artigo

"O Sport Lisboa e Benfica comunica que, no decurso dos testes realizados desde sábado no Seixal, foram detetados 17 novos casos de COVID-19 entre staff, equipa técnica e jogadores. Perante estes dados, na defesa da saúde pública e da integridade física dos atletas envolvidos, o Benfica remete para a DGS a decisão de se apresentar em competição nos próximos 14 dias", pode ler-se no comunicado das 'águias', que cancelaram a antevisão ao embate com o Sp.Braga, agendado para quarta-feira, em Leiria.

Entretanto, soube-se também que um dos infetados será o próprio presidente dos 'encarnados', Luís Filipe Vieira.

DGS demarca-se da situação

Depois de conhecido este comunicado e este pedido do Benfica à Direção Geral de Saúde, esta remeteu o isolamento do Benfica para a autoridade de saúde regional.

"A autoridade de saúde territorialmente competente, avaliadas as circunstâncias e o risco, decide sobre os jogadores que ficam em isolamento, por motivo de doença, e os que ficam em isolamento profilático, por serem considerados contactos de risco. A decisão quanto ao restante plantel é da responsabilidade dos clubes desportivos”, lê-se em comunicado emitido pela DGS, em relação à presença das ‘águias’ nas competições profissionais.

Dúvidas e contradições: Houve ou não erro do laboratório nos testes a Nuno Mendes e Sporar?
Dúvidas e contradições: Houve ou não erro do laboratório nos testes a Nuno Mendes e Sporar?
Ver artigo

E agora, o que vai acontecer?

Para já, não se verificou ainda qualquer comunicado oficial por parte da Liga de Clubes, responsável pela organização da Taça da Liga. No Estádio Municipal de Leiria continua tudo preparado para receber o encontro entre Sporting e FC Porto, agendado para as 19h45 da Taça da Liga. Quanto à utilização de Nuno Mendes e Sporar, há também novos dados, com o jornal 'Record' a citar uma comunicação entre o Sporting e a UNILABS, laboratório responsável pelos testes aos dois jogadores, na qual o diretor médico desse laboratório admite que os testes aos dois jogadores foram falsos positivos. "Assumiu-se por isso clinica e laboratorialmente que se trataram de falsos positivos, num trabalho conjunto entre as equipas clínicas do Sporting CP, da Unilabs e com a DGS", pode ler-se no documento em causa, citado por aquela publicação.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.