O Parma, de Bruno Alves, venceu hoje por 2-1 nos descontos no terreno do Nápoles, de Mário Rui, para a 16.ª jornada da Liga italiana de futebol, e estragou a estreia do treinador Gennaro Gattuso no banco napolitano.

A partida, que teve início com meia hora de atraso devido aos estragos provocados pelo mau tempo na cobertura do estádio San Paolo, começou praticamente com o Parma a chegar à vantagem pelo sueco Dejan Kulusevski, aos quatro minutos.

O polaco Milik empatou para o Nápoles, aos 64 minutos, mas o Parma chegou à vantagem e à conquista dos três pontos já no período de descontos do encontro, com um golo apontado pelo costa-marfinense Gervinho, aos 90+3.

Com este resultado, o Nápoles cai da sétima para a oitava posição, com 21 pontos – apenas mais um do que Torino e AC Milan, que somam menos um jogo - e troca de lugar precisamente com o Parma, que passa a somar 24.

O Brescia alcançou a sua primeira vitória em casa ao derrotar o Lecce, por 3-0, com golos do venezuelano John Chancellor, aos 32 minutos, Ernesto Torregrossa, aos 44, e do eslovaco Nikolas Spalek, aos 61, mas manteve-se na zona de despromoção.

Com um encontro em atraso com o Sassuolo, a disputar na quarta-feira, o Brescia segue na 18.ª posição, com 13 pontos, enquanto o Lecce – segunda equipa acima da linha de despromoção - encontra-se na 16.ª, com mais dois.

Entre os dois segue a Sampdoria, no 17.º lugar, com 15 pontos, que hoje conseguiu o dérbi frente ao Génova, por 1-0, com um golo de Manolo Gabbiadini, aos 85 minutos, na sequência do aproveitamento de um erro da formação genovesa.

O Génova segue no 19.º lugar, com 11 pontos, apenas mais dois do que o SPAL, que no domingo se desloca a casa da Roma, treinada pelo português Paulo Fonseca.

*Artigo atualizado

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.