O antigo presidente do Inter de Milão, Massimo Moratti, concedeu esta quarta-feira uma entrevista ao jornal 'Gazzeta dello Sport', na qual recordou a saída de José Mourinho para o Real Madrid, em 2010.

"Eu estava preparado na despedida de Mourinho, mas, de qualquer das formas, foi doloroso. Lembro-me de quando nos abraçámos no campo lhe ter dito que, nessa altura, ele podia fazer o que quisesse. E foi aí que ele começou a chorar", revelou Moratti.

Para o lugar do treinador português, Moratti chamou Rafa Benítez. Dez anos depois, o dirigente do Inter admitiu que não foi a escolha certa. "A verdade é que cometi um erro. Benítez era muito bom, mas não era a pessoa certa. Deveria ter levado o Leonardo imediatamente, não no Natal", referiu Massimo Moratti.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.