Fabio Capello criticou a atitude de Cristiano Ronaldo no momento em que foi substituído no clássico deste domingo entre Juventus e Milan.

O avançado português saiu aos 55 minutos do clássico da Serie A, cedendo o lugar a Paulo Dybala, que acabaria por marcar o golo do triunfo por 1-0, aos 77', e seguiu diretamente para o balneário.

"Não gostei daquilo, não foi bonito. Ele tem de ser um campeão mesmo quando deixa o relvado. A verdade é que Cristiano Ronaldo não dribla um adversário há três anos. Quando eu comentava jogos de La Liga, ele acelerava e deixava-os pelo caminho. Por dentro, é um supercampeão, o melhor de todos, mas agora há Dybala e Douglas Costa, que marcaram golos sensacionais", começou por dizer o técnico italiano à Sky Sport.

"Eles [a Juventus] ganham jogos sem Ronaldo. A Juve parecia dependente dele, mas é o grande plantel e a qualidade dos jogadores que os ajuda a ganhar. Bravo, Sarri, que teve a coragem de o tirar, é precisa personalidade. Agora, Cristiano tem de recuperar, principalmente a nível físico. Ele não tem a velocidade e o dinamismo que mostrou noutras ocasiões", observou.

Fabio Capello considera que Maurizio Sarri, treinador da equipa de Turim, foi corajoso ao decidir tirar Ronaldo do jogo: "É preciso personalidade para fazer essa mudança e no final ele ganhou o jogo."

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.