Aurelio de Laurentiis está farto do estado em que se encontra o estádio San Paolo. O presidente do Nápoles anda num 'braço de ferro' com a autarquia local, devido as obras no recinto que nunca mais avançam.

Em declarações ao jornal 'Corriere dello Sport', De Laurentiis voltou a referir-se ao San Paolo como "uma sanita" e acrescentou: "Para mim, é um menos, termos algo assim tira-nos pontos na classificação internacional. É uma vergonha e, por essa razão, digo basta", comentou

Farto de esperar, o empresário e presidente do emblema napolitano ameaça avançar para a construção do próprio estádio, tudo às suas custas.

"Estou a construir o meu próprio estádio e não pode continuar assim. Ninguém pode dizer nada a esse respeito se o dinheiro está lá e o terreno é apto para a obra. Levará dois anos", explicou o presidente do Nápoles, em declarações ao Corriere dello Sport.

O líder napolitano garante que já falou com a UEFA e pediu para jogar os encontros da Champions no estádio do Bari.

"Pedi para jogar os encontros de Champions em Bari, comigo a suportar os custos de mil autocarros para que os napolitanos possam assistir aos jogos no San Nicola", comentou.

O polémico de Laurentiis parece ser um apaixonado do recinto do Bari, construído por altura do Mundial de 1990, organizado pela Itália

"Quando vi o San Nicolas pela primeira vez, percebi que era um senhor estádio. Foi deixado um pouco descuidado, mas comparando-o com o San Paolo, que foi construído em 1959... quem o desenhou foi um tal de Renzo Piano [reputado arquiteto italiano] e não é como o nosso", elogiou, lembrando que os jogadores napolitanos também ficaram deslumbrados com o estádio do Bari,

"Alguns jogadores, quando viram o San Nicola pela primeira vez, já nem queriam voltar para Nápoles", atirou.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.