Declarações de Fernando Santos, selecionador de Portugal, após a vitória sobre a Croácia por 3-2, na sexta jornada da fase de grupos da Liga das Nações.

Exibição menos conseguida: "O resultado foi obviamente melhor que a exibição. Voltámos a entrar na primeira parte sem intensidade nenhuma. Procurávamos jogar bem e tal, mas sem intensidade. O campo era difícil mas tínhamos de nos adaptar. Se não dá para jogar curto joga-se longo. Foi isso que disse aos jogadores. Temos que correr bem, pressionar o adversário. Cinco jogos sem sofrer golos e sofremos outra vez".

Melhorias na 2.ª parte: "Na segunda parte estivemos muito melhor. Estes jogos também se jogam assim. Bonitinho, bonitinho ninguém ganha a ninguém. Depois permitimos à Croácia, com 10, fazer um golo. Depois, a partir daí, é ir à procura. Acho que fomos justos vencedores, mas temos de ser muito melhores. A jogar assim teremos alguma dificuldade em ser o que somos."

Mexidas ao intervalo: "Até podia ter mudado dois ou três e não apenas um. Era preciso espevitar o jogo, lançar alguém que criasse dinâmicas e levasse a bola para a frente. O Trincão entrou muito bem, ajudou a criar elã na equipa. Acabou por surgir a expulsão e o golo. Aí estávamos bem e demos a volta. Só que depois do segundo golo voltámos à lentidão, lentidão…"

Jogos agora só em março: "O problema das seleções é sempre este. Precisávamos de trabalhar e ver estas coisas e agora só jogamos em março. Esta equipa já mostrou muita qualidade, é campeão da Europa e ganhou a Liga das Nações. Será a segunda ou terceira equipa com mais pontos, mas isso não vale de nada. Temos que arrepiar um bocadinho caminho. O futebol é muito bonito, mas é para ganhar jogos."

Reparos para o futuro: "Mas atenção, não podemos ficar parados nestes dois jogos, que não foram bons, e esquecer aquilo que fizemos nos outros. Esta imagem não é boa, mas não é a nossa imagem. Estou descansado, mas temos de afinar algumas coisas."

A seleção portuguesa de futebol despediu-se, esta terça-feira, da segunda edição da Liga das Nações com um triunfo por 3-2 na Croácia, em encontro da sexta e última jornada do Grupo 3 da Liga A. Rúben Dias, aos 52 e 90 minutos, e João Félix, aos 60, apontaram os tentos da formação das ‘quinas’, enquanto Mateo Kovacic ‘bisou’, aos 29 e 65, para os croatas, que venciam por 1-0 quando Marco Rog foi expulso, aos 51.

Portugal fechou o agrupamento no segundo lugar, com 13 pontos, contra 16 da França, que já estava qualificada para as meias-finais, três da Croácia e três da Suécia, relegada para a Liga B ao perder em Saint-Denis por 4-2.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.