Os futebolistas do Leixões homenagearam hoje os profissionais de saúde envolvidos no combate à pandemia da covid-19 envergando uma bata branca antes do jogo com o Vilafranquense, em atraso da 12.ª jornada da II Liga.

Os jogadores exibiram depois um cartaz com a inscrição "OBRIGADO" e, por fim, foi lida através do sistema sonoro do Estádio Mar, em Matosinhos, uma mensagem de agradecimento aos profissionais de saúde pelo "brilhante trabalho desenvolvido no combate à pandemia".

De novembro até ágora, o Leixões somou 29 casos de infeções pelo novo coronavírus, responsável pela covid-19, na sua estrutura de futebol profissional.

Os casos mais recentes, conhecidos hoje, são os do treinador José Mota e do guarda-redes Beto, que por esse motivo falharam a partida em atraso com o Vilafranquense, em Matosinhos.

A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 2.075.698 mortos resultantes de mais de 96,8 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 9.686 pessoas dos 595.149 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.