O Sporting manifestou hoje a sua "mais profunda solidariedade" com a família de Marco Ficini, adepto italiano de futebol que morreu após atropelamento e fuga junto do Estádio da Luz, apelando ao fim da violência no desporto.

"No dia da condenação do principal arguido do processo de atropelamento mortal de Marco Ficini, o Sporting Clube de Portugal reafirma que o desporto é um pilar da sociedade moderna e tem de ser protegido de comportamentos extremos que geram violência e, por vezes, como neste caso, a morte", lê-se no comunicado dos 'leões'

Segundo o clube liderado por Frederico Varandas, "é urgente que as autoridades atuem sobre este fenómeno de modo a evitar tragédias como a que se abateu sobre a família de Marco Ficini".

E realçou: "A eles e também a todos os adeptos do Sporting CP e da ACF Fiorentina, declaramos a nossa mais profunda solidariedade."

Luís Pina, o principal arguido no processo do atropelamento mortal do adepto italiano de futebol Marco Ficini, junto ao Estádio da Luz, em Lisboa, em 2017, foi hoje condenado a quatro anos de prisão efetiva, por homicídio por negligência grosseira.

Os factos remontam à madrugada de 22 de abril de 2017, quando Marco Ficini, que pertencia à claque do clube italiano Fiorentina 'O Club Settebello' e era adepto do Sporting, morreu após um atropelamento e fuga junto ao Estádio da Luz, horas antes de um jogo entre o Sporting e o Benfica.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.