O Sporting defendeu hoje que os diálogos entre o vídeoárbitro (VAR) e o árbitro sejam divulgados em direto, durante a transmissão dos jogos de futebol, quando estes estão parados, à semelhança do que acontece noutros desportos.

"[O Sporting] defende que os diálogos entre o VAR e o árbitro, com o jogo parado, sejam divulgados em direto, durante a transmissão do encontro, à semelhança do que acontece noutros desportos em que as decisões de VAR e equipas de arbitragem são transparentemente explicadas a todos os intervenientes do espetáculo e aos espetadores", pode ler-se no comunicado divulgado pela SAD ‘leonina' no ‘site' do clube.

No entanto, as alterações que o Sporting propõe ao protocolo do VAR são mais abrangentes e passam, também, pela "adoção de critérios claros e inequívocos de uniformização, que mantenham o princípio da intervenção mínima e garantam que essa intervenção, efetivamente, não ocorre quando não pode ocorrer, mas quando tem de ocorrer".

O clube de Alvalade entende que o papel do VAR "pode e deve ser aperfeiçoado", nomeadamente através da "adoção de mecanismos que tornem a sua utilização mais uniforme e mais transparente", razão pela qual irá apresentar "propostas de alteração para assegurar uma maior transparência".

O Sporting Clube de Portugal entende que o VAR é um instrumento essencial para a proteção da arbitragem e do espetáculo desportivo.

"O Sporting continuará a lutar pela adoção de todas as medidas que, como estas, visem proteger os árbitros e contribuir para a transparência e compreensão da sua atuação, mantendo o foco no jogo jogado, no espetáculo e na verdade desportiva", pode, ainda, ler-se no comunicado dos ‘leões', para quem o VAR "não pode voltar atrás, mas também não pode ficar parado".

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.