O SC Braga voltou aos triunfos, ao golear o Desportivo das Aves por 4-0, em jogo da 30.ª jornada da Primeira Liga.  Rui Fonte, Ricardo Horta, Abel Ruiz e Paulinho fizeram os tentos dos 'guerreiros'. Boa estreia de Artur Jorge como técnico dos minhotos, que assim começa a ganhar, após ser nomeado treinador principal a meio da semana. Para o Aves, já despromovido, este foi o 11.º jogo sem vencer. O SC Braga reforça o quarto posto, com 53 pontos, menos um que o Sporting, que só joga na segunda-feira. O Aves mantém-se no fundo da tabela com 14 pontos.

Veja as melhores imagens do jogo

Estados de alma diferentes no Estádio Municipal de Braga, entre SC Braga e Desportivo das Aves. Os minhotos à procura da vitória no primeiro jogo de Artur Jorge como treinador principal, após a saída de Custódio Castro; os avenses a realizarem a primeira partida depois da confirmação de descida de divisão.

Talvez por isso, o SC Braga tenha entrado mais pressionado com a obrigação de vencer o último colocado e a turma de Nuno Manta Santos ter conseguido fazer uma boa primeira parte, a jogar sem 'amarras', sem pressão, "a dignificar o brio profissional de toda a estrutura e da instituição Aves", como lhes pediu o treinador. Manta Santos mexeu e muito, dando a titularidade a Aflalo, Afonso Figueiredo, Mangas, Reko e Bruno Morais.

Artur Jorge mudou também a equipa, dando a titularidade a Diogo Viana na lateral direita, Rui Fonte André Horta na frente, promovendo também o central David Carmo no onze, numa equipa que atuava em 4-4-2, com dois avançados, Rui Fonte e Paulinho. Mudanças de peças e de estrutura, em relação a Custódio Castro.

Sem vencer nos cinco jogos realizados neste regresso após interrupção da Liga devido a COVID-19 e há dez jogos sem triunfos (dois empates, oito derrotas), a equipa de Nuno Manta Santos entrou melhor e esteve perto do golo logo aos seis minutos. Um livre de Afonso Figueiredo encontrou Diakhité mas o desviou do central bateu no poste, já com Matheus batido.

Só aos 17 minutos se viu o primeiro lance de verdadeiro perigo dos arsenalistas, mas Aflalo saiu bem da baliza e fez a mancha, evitando o golo de Rui Fonte, depois de um grande passe de André Horta, outro titular desta noite.

Depois de um primeiro tempo com poucos lances de interesse, o segundo tempo arrancou praticamente com o primeiro golo do SC Braga. Na sequência de um canto, Rui Fonte apareceu solto, a cabecear com muita força, batendo Aflalo pela primeira vez.

O segundo dos minhotos não tardou e é um grande golo. Pedro Amador lançou Paulinho que se desmarcou na hora certa, serviu Ricardo Horta que atirou de primeira, colocado, de fora da área, sem hipóteses para Aflalo. Grande jogada coletiva, aos 54 minutos.

Os dois golos abalaram o Aves, que já estava com dificuldades em sair para o ataque, sempre com poucas unidades. Nuno Manta Santos ainda lançou Rúben Macedo e Zidane Banjaqui nos lugares de Afonso Figueiredo e Estrela. Aproveitou também Artur Jorge para mexer na defesa, com a entrada de Raul Silva no lugar de David Carmo e na frente, com Rui Fonte a ser rendido pelo espanhol Abel Ruiz.

Sempre mais objetiva, com outros argumentos técnico-táticos, o SC Braga vai chegar aos 3-0 aos 83 minutos, no melhor golo da noite, após fantástica jogada coletiva: Pedro Amador conduziu na esquerda, entrou na área e deixou em Paulinho que serviu o espanhol com um toque de classe. Abel Ruiz rematou colocado, fazendo o terceiro do jogo.

Já no período de descontos chegou finalmente o golo de Paulinho. Depois de ter feito duas assistências e de tanto ter tentado, o avançado minhoto fez o 4-0, na recarga a um remate de Sanca, depois de mais um bela jogada atacante da equipa de Artur Jorge.

O Braga, que tinha vencido apenas um dos cinco jogos disputados desde a retoma do campeonato, consolidou o quarto lugar, com 53 pontos, e ficou a dois do Sporting, terceiro colocado, com menos um jogo, enquanto o Aves, já despromovido ao segundo escalão, mantém-se na 18.ª e última posição, com 14.

Veja o resumo do jogo.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.