O Benfica recebe o Rio Ave este sábado, no Estádio da Luz, em jogo relativo à 9.ª jornada da I Liga. Na antevisão ao encontro, Roger Schmidt admitiu a possibilidade de rodar mais a equipa titular do que tem feito até aqui, face ao calendário apertado.

Gestão da equipa: "Já falei um pouco sobre isso, é algo que eu estou sempre a pensar. A situação de agora é especial, entre quarta e sábado são três dias e depois são mais dois dias para o jogo seguinte e temos de pensar na melhor abordagem. São decisões que eu vou tomar, a título definitivo, amanhã."

Plantel tem 12/13 jogadores com mais minutos do que os restantes: "Em primeiro lugar acho que é um bom sinal, porque significa que podemos jogar muitas vezes com o mesmo onze inicial, significa que todos estão em bom estado. Às vezes temos de fazer alterações porque há lesões. Precisamos de todos os jogadores, especialmente quando desenvolvemos algo novo. Somos uma equipa nova, temos uma nova equipa técnica, novos jogadores, uma abordagem nova ao jogo, há desde o início pressão para termos bons desempenhos e ganhar. Quando se quer títulos tem de se estar pronto desde o primeiro segundo e é preciso encontrar rapidamente uma equipa que consiga jogar de forma fiável a nível elevado. Se temos oportunidade de jogar quase sempre com a mesma equipa, foi a decisão certa, dar aos jogadores a oportunidade de se afeiçoarem uns aos outros. É a minha decisão, mas não é uma lei, cada jogo é um jogo, e eu vou sempre pensando no melhor para a equipa, para os jogadores. Não posso dizer quantas vezes vamos mudar nas próximas semanas, depende sempre dos jogadores, da recuperação. Toda a gente à volta da equipa, fisioterapeutas, médicos, nutricionistas, estão sempre a tentar ajudar a recuperar o mais depressa possível, podemos medir estas recuperações, sabemos se estão recuperados ou não."

Espera um Rio Ave motivado?: "Todas as equipas estão motivadas para jogar com o Benfica, sentimos isso nos jogos fora de casa mas também em casa. As equipas são muito motivadas. Fico sempre impressionado com as abordagens dos outros treinadores. Têm autoconfiança, vêm jogar futebol e espero um jogo difícil desde o pontapé de saída. Mostrámos no jogo da Champions que estamos presentes. Frente à Juventus fizemos um jogo muito bom. Mostrámos que podemos jogar bem mesmo com este comentário e estamos a cumprir os objetivos para esta temporada."

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.