O Rio Ave regressou hoje às vitórias, naquela que foi a primeira de Daniel Ramos, ao derrotar o Marítimo, no Funchal, por 2-0, na partida que abriu a 19.ª jornada da I Liga portuguesa de futebol.

Com os golos apontados no segundo tempo, por Diego Lopes (52 minutos) e João Schmidt (90+1), de grande penalidade, os vila-condenses terminaram uma série de dez jogos sem vencer, que durava há três meses, e Daniel Ramos venceu após dois empates e uma derrota.

Já o Marítimo viu acabar o melhor momento da temporada, depois de três vitórias consecutivas, tendo ainda perdido a oportunidade de ultrapassar o Rio Ave na classificação.

Antes do apito inicial, Daniel Ramos recebeu muitos aplausos dos adeptos do Marítimo, que não esqueceram a passagem do técnico no clube insular entre 2016 e 2018, e trocou abraços com os seus antigos pupilos.

As duas equipas procuraram imprimir velocidade e explorar a defesa adversária, mas, nos instantes iniciais, não conseguiam definir o seu jogo no último terço, resultando em remates de fora da área.

Aos 20 minutos, uma saída arriscada do guarda-redes Léo Jardim esteve perto de resultar em golo maritimista, mas o 'chapéu' de Joel acertou no poste. O Rio Ave respondeu cinco minutos depois, com um remate de Jambor, que Charles travou.

O Marítimo foi crescendo na partida e podia ter chegado ao intervalo em vantagem, aos 37 minutos, numa jogada em que Edgar Costa cruzou para o colega Joel, que falhou o alvo.

Não foram eficazes os madeirenses, aproveitou o Rio Ave para chegar à vantagem no arranque da segunda parte.

Um mau passe de Fábio China a meio-campo resultou num contra-ataque visitante: Murilo rematou para defesa de Charles, que nada conseguiu fazer perante a recarga de Diego Lopes.

O marcador inaugurado acabou por animar a partida e o Marítimo não tardou a procurar o empate, através da dupla de ataque, Joel e Rodrigo Pinho, e ainda com Correa a dar trabalho a Léo Jardim, à passagem do minuto 55.

A subida no terreno deixou a defesa insular mais descomposta e podia ter custado caro dois minutos depois, quando Diego Lopes ficou muito perto de 'bisar', após passe de Bruno Moreira.

Continuavam os ataques rápidos do Marítimo, a maior parte deles conduzidos por Correa, mas que não tinham efeito e foi novamente o Rio Ave a ser mais perigoso, com uma tentativa de Bruno Moreira, aos 78 minutos, para defesa de Charles.

O Marítimo foi perdendo discernimento à medida que o tempo ia passando, enquanto o Rio Ave mostrou inteligência no controlo da posse de bola, jogando no meio-campo adversário.

O jogo ficou resolvido em cima do minuto 90, quando Hugo Miguel, com a ajuda do vídeoárbitro, assinalou uma grande penalidade, por falta de Lucas Áfrico sobre Bruno Moreira.

João Schmidt aproveitou para converter o 'castigo máximo' e 'selou' o triunfo da sua equipa, marcando o quinto golo na temporada, o terceiro no campeonato.

Notícia atualizada às 19h25

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.