No final do jogo com o Sporting (3-3), no passado domingo, Ricardo Horta despediu-se dos adeptos de uma forma que foi lida como estando de saída do clube para o Benfica, cujo interesse no jogador é público.

Contudo, o internacional português treinou durante toda a semana em Braga e está disponível para jogar em Famalicão, confirmou Artur Jorge.

“Obviamente que sim, é jogador do Sporting de Braga, está disponível e conto com ele”, afirmou.

O treinador disse ainda que o grupo de trabalho está imune à ‘novela’ da saída ou permanência de Ricardo Horta.

“Estamos todos imunes a isso. O Ricardo [Horta] é nosso jogador, é um não assunto, como treinador tenho o Ricardo [Horta] disponível para amanhã [sexta-feira]”, disse.

O Sporting de Braga nunca ganhou em Famalicão para o campeonato, “dado histórico e estatístico” que Artur Jorge sinalizou, antevendo também por isso “um jogo extremamente difícil”, o que a “proximidade” entre as cidades também potencia.

“Estamos preparados e comprometidos para fazer um bom jogo e ganhar”, disse na conferência de imprensa de antevisão da partida.

Artur Jorge notou que o Famalicão “reforçou-se bastante com jogadores de qualidade e vai querer disputar os primeiros lugares”.

“Vamos ter um adversário aguerrido e a querer inverter o resultado da primeira jornada [derrota 2-0 com o Estoril Praia]. Perspetivo um jogo muito difícil, como é tradicional lá, não tanto como com o Sporting, mas temos de ter a atitude certa e encarar o adversário com respeito”, disse.

Artur Jorge assegurou ainda não ter ficado surpreendido pela resposta da equipa diante do Sporting, recuperando de três desvantagens, elogiando o “caráter da equipa” e os momentos de “muita qualidade” que evidenciou no jogo.

“Também gostei do compromisso de todos os que participaram, mesmo os que entraram, acrescentaram valor, sinal que estão comprometidos, independentemente de serem primeira ou segunda opção”, disse.

Em relação ao que não gostou, frisou: “não gostei de só ter empatado e de alguns momentos em que tivemos alguns erros setoriais que resultaram em golo do adversário”.

“Trabalhámos em cima disso, analisámos o que fizemos de bem e menos bem para estarmos mais fortes e capazes de ganhar”, disse.

O técnico desvalorizou ainda a lesão do lateral direito espanhol Victor Gómez por ter “alternativa no plantel”, que será Fabiano, que já o substituiu no decurso do jogo com os ‘leões’, o que lhe permite “manter a mesma forma de jogar”.

Sporting de Braga, nono classificado, com um ponto, e Famalicão, 16.º, com zero, defrontam-se a partir das 20:15 de sexta-feira, no Estádio Municipal de Famalicão, jogo que será arbitrado por Luís Godinho, da associação de Évora.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.