O presidente da SAD, o Portimonense, Rodiney Sampaio, reagiu às críticas lançadas pelo Benfica à goleada após a goleada de 0-7 sofrida pelo conjunto de Portimão na visita ao Estádio do Dragão, frente ao FC Porto. Um jogo em que o treinador dos algarvios, Paulo Sérgio deixou de fora habituais titulares, como Samuel Portugal, Pedrão, Relvas e Iván Angulo.

O dirigente, contudo, sai em defesa destas opções, lembrando utros resultados idênticos do passado.

"Os cães ladram e a caravana passa. O Brasil perdeu 1-7 com a Alemanha no Campeonato do Mundo, o FC Porto perdeu no Dragão por 1-5 na Liga dos Campeões e nós ganhámos ao todo poderoso Benfica na Luz, ao mesmo Benfica que ganhou 10-0 ao Nacional e 7-0 ao Belenenses SAD. Vivemos no futebol há anos e sabemos que a crítica é uma doença dos aziados, invejoso e cobardes", começou por apontar.

"Não acho que tenha havido gestão alguma, mas sim promoção e oportunidades para jogadores jovens e de grande futuro, num jogo mediático que poderia, se empatássemos ou ganhássemos, ter outras dimensões. E mesmo assim continuariam as críticas como sempre somos criticados, seja por racismo ou clubismo", prosseguiu Rodiney Sampaio.

"Quando ganhmos, ganhamos todos, quando perdemos, perdemos todos . Para ser curto aos críticos, que liguem para a nossa secretária a Dona Preocupação, a ver se ela atende ou tem tempo de responder, pois nós não temos ouvidos e tempo. Temos sim muito trabalho todos os dias . Enfim, seguimos o nosso caminho e objetivo, firmes e fortes", terminou.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.