Muitos reforços chegaram à Luz durante este mercado e agora é altura do Benfica tratar dos jogadores com os quais Jorge Jesus não conta para a nova época. As 'águias' contam com oito jogadores excedentários, casos que deverão tentar resolver até ao fecho de mercado, no próximo dia 6 de outubro.

Veja os casos por resolver nos encarnados na galeria abaixo.

Caso a caso

Dyego Sousa (avançado): Emprestado às 'águias' pelo Shenzhen FC, o avançado luso-brasileiro, internacional português, não parece contar para Jorge Jesus, que não o inscreveu para a eliminatória da Liga dos Campeões. O Benfica parece querer devolvê-lo ao clube chinês.

Facundo Ferreyra (avançado): Com um salário elevado e sem nunca se ter conseguido afirmar nos 'encarnados', o argentino voltará a não integrar o plantel em 2020/21 Esta época esteve emprestado ao Espanyol, onde marcou oito golos em 27 jogos, com as 'águias' a tentarem envolvê-lo num negócio de uma compra de outro jogador, tendo já sido falado como moeda de troca para facilitar a contratação de Bruno Henrique ao Flamengo ou de Darwin Nuñez ao Almeria.

Chris Willock (extremo): Chegou ao Benfica em 2017, vindo a custo zero do Arsenal, mas ainda nunca jogou pela equipa principal das 'águias'. Na segunda metade da época passada foi cedido ao Huddersfield Town, por quem marcou dois golos em 14 jogos, depois de na primeira parte ter sido emprestado ao WBA, por quem apenas alinhou pelos sub-23.

Filip Krovinovic (médio centro): O médio croata realizou uma boa temporada no WBA, rumo à promoção à Premier League, mas o clube inglês acabou por não avançar para a sua contratação em definitivo. Ainda assim, e fora dos planos de Jorge Jesus, conta com interessados na sua contratação e poderá sair a título definitivo.

Fejsa (médio defensivo): Regressa de empréstimo ao Alavés, mas o sérvio deverá sair em definitivo, ao fim de sete anos nas ‘águias’, mas o excesso de opções à disposição de Jorge Jesus para a sua posição no meio-campo, a sua idade e as várias lesões que já sofreu levam a que seja dado como dispensável.

Alfa Semedo (médio defensivo): Emprestado ao Nottingham Forest na temporada passada (dois golos em 26 jogos), está de volta ao Seixal, mas não é para ficar, apesar de ter contrato até junho de 2023.

Pedro Pereira (lateral-direito): Regressou do empréstimo ao Bristol City (dois golos em 22 jogos em 2019/20) e tem treinado no Seixal, mas não tem espaço nas escolhas de Jorge Jesus e deverá ser novamente emprestado, com o Bristol City novamente na linha da frente para o receber.

Lema (defesa-central): Fez apenas dois jogos a titular pela equipa principal do Benfica desde que chegou ao clube. Foi emprestado ao Peñarol, na primeira temporada, e na última época foi cedido ao Newell’s Old Boys, da Argentina. Poderá encontrar mercado no seu país natal, mas também se fala que poderá ser envolvido no negócio com o Almeria para a contratação de Darwin Nuñez.

Saiba mais sobre o arranque da I Liga 2020/21

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.